09:49 22 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Entrada de tropas em Moscou durante a tentativa de golpe de Estado na União Soviética em 1991

    'Colapso da União Soviética era apenas a primeira fase.' Do quê?

    © Sputnik/ Vladimir Rodionov
    Rússia
    URL curta
    9361

    Após a dissolução da União Soviética, a OTAN planejava dividir a Rússia em pequenas partes, indicam os documentos guardados no arquivo da inteligência russa, de acordo com um veterano de informações clandestinas da Rússia no ar do programa Vesti v Subbotu (Notícias ao Sábado).

    A reportagem, dedicada ao 95º aniversário do departamento de informações clandestinas do Serviço de Inteligência Estrangeira da Rússia, contou com a participação de um ex-agente clandestino que obtinha documentos extremamente secretos da OTAN. A cara do agente foi encoberta e a voz alterada. Na reportagem ele se chama de "Pavel Andreevich", o nome do personagem principal de um famoso filme soviético sobre inteligência.

    " 'Pavel Andreevich' conta que os dados da OTAN, obtidos por ele, diziam que o colapso da União Soviética era apenas o início", sublinhou o âncora do programa.

    "E depois se planejava criar uma república russa do norte do Volga, e depois uma república do médio Volga, reduzindo a Rússia até à dimensão e ao nível do Principado de Moscou [período da história da Rússia entre séculos XIII e XVI]", contou o ex-agente.

    "Tais documentos existem. Eles estão guardados no arquivo de nosso serviço", acrescentou.

    Mais:

    Especialista: intensificação de atividade de inteligência da OTAN não surpreende Rússia
    Ex-chefe da inteligência americana: Russos são 'geneticamente propensos' a manipular
    Tags:
    documentos secretos, inteligência, OTAN, União Soviética, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik