11:17 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Sistema de defesa antimíssil Buk-1M, Rússia (foto de arquivo)

    Sistema russo de defesa antimíssil está em alerta máximo após teste da Coreia do Norte

    © Sputnik/ Aleksandr Vilf
    Rússia
    URL curta
    10307

    O sistema de defesa antimíssil russo no Extremo Oriente está em alerta máximo após o lançamento de um míssil realizado pela Coreia do Norte. A Rússia monitoriza atentamente o espaço aéreo na zona controlada pela Força Aérea russa, declarou o presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação, Viktor Ozerov.

    "A Rússia está monitorizando com a maior atenção o que está acontecendo na Coreia do Norte. O sistema de defesa antimíssil no Extremo Oriente está em alerta máximo. Controlamos o espaço aéreo na zona de responsabilidade da Força Aérea da Federação da Rússia", afirmou senador.

    Segundo ele, Rússia entende que não é alvo de ataque dos mísseis norte-coreanos, mas toma medidas para evitar que o país possa ser inadvertidamente atingido por algum míssil.

    O presidente do Comitê sublinhou que os militares russos fazem tudo o possível para impedir que os mísseis norte-coreanos atinjam o território da Rússia.

    O míssil foi lançado da base aérea de Pukchang, a norte de Pyongyang, por volta das 5h30 da manhã, hora local, e teria sobrevoado de 30 a 50 quilômetros, sem ter atingido o mar do Japão (também conhecido como mar do Leste).

    Mais:

    Trump disse que a Coreia do Norte 'desrespeitou a China' ao disparar novo míssil balístico
    Coreia do Norte realiza novo teste de míssil balístico
    Embaixador da Coreia do Norte na ONU chama esforços dos EUA de sonho absurdo
    Coreia do Norte está 'no estágio final' do seu programa nuclear, diz Seul
    Tags:
    observação, espaço aéreo, míssil balístico, sistema de defesa antiaérea, controle, vigilância, lançamento, Conselho da Federação Russa, Força Aérea da Rússia, Viktor Ozerov, Extremo Oriente, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik