11:02 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Vários navios russos se juntaram à campanha contra o terrorismo na Síria. A operação envolveu a fragata Admiral Grigorovich, equipada com mísseis Kalibr, os sistemas costeiros de mísseis Bastion e, pela primeira vez na história, o porta-aviões Admiral Kuznetsov

    Secretário do Conselho de Segurança russo: política dos EUA intensifica terrorismo

    © Foto: Ministry of defence of the Russian Federation
    Rússia
    URL curta
    460

    O secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, participa nesta quarta-feira (19) da reunião com altos oficiais russos em Stavropol, onde comentou a situação atual ligada ao terrorismo.

    Os níveis de agressão terrorista têm aumentado em resultado da política de duplo padrão dos EUA e aliados, afirmou o secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, na quarta-feira (19).

    "Em se tratando da complicada situação mundial, grande parte dela é consequência da política de duplo padrão, conduzida pelos EUA e seus aliados, e responsável pelo aumento dos níveis da agressão terrorista, intensificação dos conflitos internacionais e interconfessionais."

    Além disso, no decurso da reunião, o secretário do Conselho de Segurança da Rússia destacou que são registradas intenções e tentativas de formação de unidades terroristas clandestinas, que serão responsáveis por novos atentados. 

    Nikolai Patrushev sublinhou que, para combater o terrorismo, é necessário aperfeiçoar o trabalho dos órgãos de segurança através da intensificação dos grupos operativos que realizam busca:

    "É vital reforçar o controle de fluxos de migrantes, observar a legislação migratória, revelar, entre migrantes aqueles indivíduos que seguem religiões radicais e têm inclinação para cometer ações criminosas."

    Ele também apontou que "na rede global — Internet — estão sendo ativamente divulgados materiais que provocam ódio, hostilidade, humilham humanos e justificam terrorismo".

    O político russo opina que "os cidadãos, integrantes de grupos terroristas, representem a maior ameaça".

    Neste contexto, ele indicou que cerca de 2,7 mil residentes do Ciscáucaso lutam na Síria e Iraque do lado dos terroristas. Além disso, foram reveladas 66 pessoas que realizavam recrutamento de grupos ilegais. 

    Na quarta-feira (19), o secretário do Conselho de Segurança da Rússia falou na reunião, que contou com o representante do presidente russo no Distrito Federal do Cáucaso do Norte, Oleg Belaventsev, chefes das subdivisões russas do Distrito Federal, e representantes dos ministérios federais.

    Mais:

    Ameaça de terrorismo nos EUA está pior que antes dos ataques de 11 de Setembro
    Síria pede ação da ONU contra o terrorismo
    LAAD 2017: foco em manifestações, grandes eventos e combate ao terrorismo
    Ministros da Rússia e dos EUA coordenam esforços conjuntos no combate ao terrorismo
    Tags:
    atentado terrorista, recrutamento, migração, política, aliados, radicalismo islâmico, religião, segurança, Internet, reunião, combate ao terrorismo, Conselho de Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev, EUA, Iraque, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik