00:01 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Celebrações na Crimeia

    Crimeia pode ser reconhecida como parte da Rússia por Parlamento da Alemanha Oriental

    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Rússia
    URL curta
    22183
    Nos siga no

    Um dos parlamentos regionais da Alemanha Oriental vai reconhecer a Crimeia como parte da Rússia no futuro próximo, disse o presidente da facção parlamentar do Partido da Esquerda (Die Linke) na cidade de Quakenbruck na Baixa Saxônia, Andreas Maurer.

    Em 25 de março, legisladores e empresários alemães chegaram à Crimeia para uma visita de uma semana para realizar reuniões com a liderança parlamentar local, bem como para visitar uma série de locais históricos. Esta é a segunda delegação alemã à península desde Outubro de 2016.

    Maurer explicou que a questão da Crimeia seria levantada nos parlamentos regionais da Alemanha Oriental, onde o Partido de Esquerda tem a maioria.

    "Estamos trabalhando na questão.Eu poderia escrever a declaração e colocar em discussão a qualquer momento. Mas eu quero fazer isso para que seja bem sucedido. Você poderia dizer que estamos chegando cada vez mais perto deste objetivo. Estou certo de que, num futuro próximo, a questão será resolvida positivamente NA região", disse Maurer em entrevista coletiva no centro de imprensa da Crimeia da Sputnik/RT.

    A península da Crimeia se separou da Ucrânia e reunificou-se com a Rússia depois que mais de 96% dos eleitores locais apoiarem o movimento em um referendo em março de 2014. A Ucrânia, bem como a União Europeia, Estados Unidos e outros países, não reconhecem a mudança e consideram a península como um território ocupado.

    Mais:

    A Crimeia em debate, 3 anos após reintegrada à Rússia
    E se Crimeia tivesse continuado com Ucrânia? Líder da península pinta cenário apocalíptico
    'A Crimeia está se desenvolvendo e isso é visualmente perceptível'
    Opinião: 'A política europeia gradualmente reconhece o reencontro da Crimeia com a Rússia'
    Tags:
    União Europeia, RT, Sputnik, Andreas Maurer, Die Linke, Quakenbruck, Alemanha Oriental, Crimeia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar