18:45 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    A candidata presidencial de extrema direita da França, Marine Le Pen, e o presidente russo, Vladimir Putin, durante encontro de 24 de março de 2017

    Vladimir Putin: Rússia não deseja interferir nas eleições presidenciais da França

    © Sputnik / Mikhail Klimentiev
    Rússia
    URL curta
    8160

    Hoje (24), a candidata presidencial de extrema direita da França, Marine Le Pen, encontrou-se com o presidente russo, Vladimir Putin, no Kremlin moscovita.

    Rússia prioriza as relações com a França e em nenhum modo busca influenciar nas eleições presidenciais do país em questão, mas tem o direito de manter relações com representantes de todas as forças políticas, declarou o presidente Vladimir Putin.

    "Priorizamos as nossas relações com a França e ao mesmo tempo tentamos manter relações iguais com os representantes do governo atual e com a oposição", disse o líder russo.

    Os políticos discutiram muitas questões importantes, incluindo o problema do terrorismo. Marine Le Pen, por sua vez, destacou que Rússia e França representam forças que realmente combatem o terrorismo – ameaça constante nos dias de hoje.

    O líder russo assinalou que a Rússia também muitas vezes sofreu atentados:

    "Hoje, no Cáucaso do Norte, na Chechênia aconteceu algo trágico – uma das unidades da nossa Guarda Nacional foi atacada por terroristas", disse Putin.

    Ambos os políticos concordaram que Rússia e França devem juntar seus esforços para combater os problemas globais como o terrorismo. Marine Le Pen assinalou também que é preciso lutar contra o fundamentalismo islâmico, que representa ameaça à paz mundial e à autodeterminação de países.

    Mais:

    Eleições na França: Le Pen despenca nas pesquisas e pode perder para Macron já no 1º turno
    Marine Le Pen: Putin não fez nada para ser considerado 'assassino'
    Rival de Le Pen constrói sua campanha com base em 'acusações falsas contra Sputnik'
    Tags:
    terrorismo, eleições presidenciais, Kremlin, Marine Le Pen, Vladimir Putin, Chechênia, Moscou, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik