09:52 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis antiaéreos S-400 na base russa na Síria

    Putin: luta contra o terror no Oriente Médio provou eficiência das armas russas

    © Sputnik / Dmitry Vinogradov
    Rússia
    URL curta
    2171
    Nos siga no

    A eficiência dos armamentos produzidos pela Rússia foi comprovada durante a luta do país contra os terroristas no Oriente Médio, segundo afirmou hoje o presidente Vladimir Putin, acrescentando que a análise do uso prático dessas armas ajudará a desenvolver ainda mais a qualidade dos equipamentos militares russos.

    De acordo com Putin, muitos desses produtos foram empregados na Síria por razões humanitárias, como nos trabalhos de desminagem em Aleppo e Palmira, na neutralização de armas químicas e nas operações de resgate e socorro médico. 

    "As capacidades das armas russas, sua confiabilidade e eficiência podem ser vistas na luta contra o terrorismo na Síria, agindo contra o terrorismo em toda a região do Oriente Médio."

    O líder russo explicou que o uso de sistemas de defesa em situações reais de combate permite a engenheiros, técnicos e militares ter uma experiência absolutamente inestimável. 

    "Quero agradecer a eles por seu trabalho ativo e pronta reação às observações que emergem durante o uso de equipamentos militares", disse o chefe de Estado durante sessão da Comissão para Cooperação em Tecnologia Militar. "Uma abordagem como essa também também irá promover o desenvolvimento de laços no sistema de cooperação de tecnologia militar, aumentando a qualidade dos produtos militares do país", acrescentou.

    Mais:

    Campanha russa na Síria favoreceu venda de armas russas internacionalmente
    Especialista: armas modernas russas são garantia contra planos hostis dos vizinhos
    Compras de armas russas superam 45 bilhões de dólares
    Tags:
    equipamentos militares, armamentos, armas, terrorismo, Vladimir Putin, Palmira, Aleppo, Oriente Médio, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar