14:24 17 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Ao ataque! - homens fantasiados comemoram Maslenitsa em Moscou

    The Mirror britânico apresenta pugilismo tradicional russo como ações de radicais

    © Sputnik / Yevguenia Novozhenina
    Rússia
    URL curta
    841

    Os organizadores das provas de pugilismo tradicional russo pretendem apresentar uma queixa contra o The Mirror. O artigo, publicado no site do jornal na segunda-feira (20), alerta sobre "a preparação de radicais russos" que pretenderiam atacar os torcedores britânicos durante a Copa do Mundo 2018 na Rússia.

    A edição cita supostos líderes de dois grupos de fãs russos que ameaçam torcedores estrangeiros na véspera da Copa do Mundo. Para ilustrar a matéria, os autores usaram um vídeo e fotos que supostamente mostram os torcedores russos em "ação violenta" em um "festival especial".

    No entanto, o The Mirror não menciona um pequeno detalhe: o evento fazia parte de um festival durante a Maslenitsa, um feriado tradicional russo equivalente ao Carnaval. O evento em causa realiza-se anualmente já pela 5ª vez. 

    Em particular, a luta mostrada no vídeo e nas fotos é um combate tradicional "parede contra parede", um jogo de que participam homens vestidos de roupas folclóricas.

    Assim, a imagem usada pelo The Mirror e intitulada "ultras em ação violenta" mostra dois homens usando luvas de boxe, um dos quais está vestindo uma camisa russa vermelha tradicional.

    Outra foto, intitulada "As pessoas estão com medo" que aparentemente se refere ao medo inspirado pelos desordeiros, mostra três velhinhas vendendo xailes de lã tradicionais.

    Mais tarde, o diário britânico atualizou o artigo, explicando que a luta foi "organizada nos arredores de Moscou como parte da celebração de um feriado nacional", acrescentando que "as famílias comemoravam quando os fãs entraram em confrontos".

    "A politização de uma tradicional diversão masculina"

    Falando ao canal RT, os organizadores do festival no Kremlin Izmailovo, um mercado e centro de entretenimento de Moscou, onde as imagens foram tiradas, ficaram perplexos com tal "falta de conhecimento das tradições russas" e com a "politização de uma tradicional diversão masculina".

    Eles asseguraram que "os combates são totalmente encenados", não incluem violência ou "qualquer extremismo".

    "Nós também temos um urso amestrado, mas isso não significa que seja para perseguir os fãs britânicos", disse a porta-voz do festival.

    Em fevereiro, a emissora britânica BBC estreou um documentário sobre os torcedores de futebol na Rússia, intitulado "Exército de Hooligans Russo". O filme baseia-se nos acontecimentos do campeonato da UEFA Euro 2016 na França, quando pelo menos 30 pessoas ficaram feridas em confrontos entre torcedores da Rússia e da Inglaterra após uma partida de futebol, realizada em Marselha.

    O documentário provocou uma forte indignação na Rússia. Segundo a embaixada russa em Londres, o filme visa criar uma imagem negativa da Rússia nas vésperas da Copa do Mundo de 2018 no país.

    Mais:

    'Hooligans' estão de braços abertos (VÍDEO)
    Verdade ou consequência: Canal russo revela 'truques' da grande mídia
    Tags:
    falsificação, torcedores, Maslenitsa, Grã-Bretanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar