15:45 23 Maio 2017
Ouvir Rádio
    Militares russos e bielorrussos no aeródromo de Batajnica, Sérvia, 2 de novembro de 2016

    Bielorrússia exige que OTAN tenha acesso aos seus exercícios militares com Rússia

    © Sputnik/ Milosh Turchin
    Rússia
    URL curta
    42926370

    O presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukoshenko, declarou que os treinamentos militares conjuntos da Bielorrússia e Rússia, que serão realizados no quarto trimestre no território bielorrusso, devem ser acessíveis aos observadores de organizações internacionais, incluindo da OTAN.

    "O evento é completamente transparente e exijo que todos os senhores cumpram a transparência deste evento que será realizado no território do nosso país e que todos os eventos sejam accessíveis não somente aos nossos amigos da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), União Econômica Eurasiática (UEE), Comunidade dos Estados Independentes (CEI), mas também para representantes do bloco Atlântico Norte — OTAN", declarou Lukoshenko.

    "Não estamos escondendo nada e não devemos esconder. Se representantes da OTAN quiserem observar os nossos exercícios militares, sejam bem-vindos. Além disso, já estou recebendo tal informação e tais sinais por parte deles", afirmou o presidente da Bielorrússia.

    Segundo as palavras do líder bielorrusso, "não nos fechamos para ninguém". Ele sublinhou que todos os que querem, serão convidados aos treinamentos militares para que fique claro que há apenas um caráter — defesa.

    "Nem nós, nem a Federação da Rússia planejamos realizar qualquer ofensiva nessa direção, não estamos planejando provocar ninguém aqui. Somente estamos nos preparando para assegurar nossa própria segurança em qualquer situação", explicou.

    O presidente da Bielorrússia ordenou ao comando do Ministério da Defesa do país que elaborasse as questões de interação entre órgãos governamentais e locais sobre todos os aspetos dos treinamentos.

    Lukoshenko acrescentou que a visita à Bielorrússia deve deixar na memória dos militares russos "só emoções positivas".

    "São nossas pessoas. Devemos garantir nossa defesa e segurança juntos", concluiu.

    Mais:

    Premiê russo faz advertência à Bielorrússia
    Rússia e Bielorrússia pretendem coordenar plano de manobras militares para 2017
    Cooperação entre vizinhos: Bielorrússia planeja adquirir caças russos Su-30SM em 2017
    Modernização em curso: Sérvia recebe equipamento militar da Rússia e Bielorrússia
    Tags:
    segurança, defesa, participação, observadores, transparência, treinamento militar, exercício militar, UEE, CEI, Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), OTAN, Aleksandr Lukashenko, Bielorrússia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik