16:28 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Margarita Simonyan, editora-chefe do RT

    Editora-chefe do RT: Departamento de Estado dos EUA retiraria nosso ar, se pudesse

    © Sputnik /
    Rússia
    URL curta
    11015
    Nos siga no

    Margarita Simonyan, editora-chefe do RT declarou à RIA Novosti que não está surpreendida com o bloqueio da página do canal russo no Facebook, que resultou da queixa de uma organização financiada pelo Departamento de Estado, a Radio Svoboda (Rádio Liberdade).

    "Não é uma surpresa para mim. Departamento de Estado dos EUA retiraria nosso ar, se pudesse", afirmou a editora-chefe do RT à RIA Novosti.

    A rede social bloqueou a publicação notícias com citações, fotos e vídeos na página do RT no Facebook após o canal ter transmitido a conferência de imprensa do presidente dos EUA Barack Obama. Durante a transmissão, o canal de televisão Nastoyaschee Vremya se queixou à administração do Facebook dizendo que o RT teria violado o direito autoral ao realizar a transmissão. O canal Nastoyaschee Vremya é um projeto da Radio Svoboda (Rádio Liberdade) americana, financiado pelo Departamento de Estado dos EUA.

    Os representantes do canal russo informaram que não houve quaisquer violações por parte deles e que o RT tinha a autorização para realizar a transmissão.

    ​Simonyan confirmou que o canal já apelou à administração do Facebook exigindo desbloquear sua página, mas ainda não há resultados. "Nós continuaremos a exigir o desbloqueio", acrescentou.

    Há pouco, os representantes do canal de televisão RT informaram que o Facebook havia bloqueado a possibilidade do RT publicar notícias com citações, fotos e vídeos na sua página em inglês até o presidente eleito dos EUA Donald Trump tomar posse. Atualmente, a página do canal não funciona de modo normal. Se os jornalistas não conseguirem ultrapassar o bloqueio nas próximas horas, o RT não poderá realizar transmissão da investidura de Trump no Facebook, onde tem mais de quatro milhões de seguidores. O Conselho de Jornalistas da Rússia apontou que assim a rede social deu vantagem a outra mídia.

    Mais:

    Jornalista do RT atacada em manifestação de PEGIDA na Alemanha
    Inteligência dos EUA diz que Sputnik, RT e 'trolls' russos intervieram nas eleições
    Ex-embaixador dos EUA quer 'punir' Sputnik e RT
    Bancada Progressista do Parlasul presta solidariedade às agências Sputnik e RT
    Parlamento europeu aprova documento que compara Sputnik e RT à propaganda do Daesh
    Tags:
    posse, violação, direito, autorização, página oficial, site, bloqueio, emissões, Facebook, Svoboda, RIA Novosti, RT, Departamento de Estado dos EUA, Barack Obama, Donald Trump, Margarita Simonyan, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar