09:50 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    021
    Nos siga no

    Moscou não concorda com a declaração do candidato ao posto do secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, que este fez sobre a Crimeia e esclarecerá de forma paciente a sua posição à nova administração dos EUA, disse o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov.

    Peskov destacou que "esta é a posição que Tillerson apresentou durante a discussão na respectiva comissão".

    "Sabemos que a discussão acabou. Esta é a sua posição, temo-la em conta. É claro que o lado russo continuará a explicar de forma paciente o sentido deste assunto", disse aos jornalistas o porta-voz do presidente da Rússia.

    Em resposta ao pedido de comentar a declaração de Tillerson, que disse que o exército russo alegadamente atravessou a fronteira oriental ucraniana e que os EUA têm necessidade de fornecer armas letais de defesa à Ucrânia, Peskov disse: "Queria deixar isso sem reação".

    "Vamos explicar ao secretário de Estado Tillerson todos os assuntos correspondentes quando surgirem", disse.

    Na quarta-feira (11), Tillerson, que foi nomeado pelo presidente eleito Donald Trump para o cargo de secretário de Estado norte-americano, declarou que os EUA podem reconhecer a "anexação" da Crimeia à Rússia, mas somente em caso de assinatura de um acordo mais amplo relativamente aos interesses da Ucrânia.

    Mais:

    Não foi dessa vez: Rússia detém ucraniano que mudou nome para entrar na Crimeia
    Por que Ucrânia testa seus mísseis perto da Crimeia?
    Candidata à presidência da França considera legítima reunificação da Crimeia com Rússia
    Líder da Crimeia sobre manifestação nacionalista: 'É uma tradição de triste memória'
    Parafusos dançantes: é o Ano Novo na Crimeia!
    Tags:
    Rússia, Crimeia, EUA, Rex Tillerson, reunificação, posição
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar