13:27 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Agentes das forças pró-governamentais sírias na cidade de Aleppo, Síria, 21 de dezembro de 2016

    Senado russo não precisará aprovar implantação de polícia militar russa em Aleppo

    © AFP 2017/ GEORGE OURFALIAN
    Rússia
    URL curta
    41054151

    Por meio do vice-presidente do comitê de Defesa e Segurança do Senado russo, Frants Klintévich, a Rússia também especificou que o batalhão que vai ocupar a cidade síria será composto por 300 a 400 pessoas.

    A implantação da polícia militar russa na Alepo da Síria não requer uma aprovação especial do Senado russo, disse Vladimir Jabarov, primeiro vice-presidente da Comissão do Conselho da Federação de Relações Exteriores.

    O Ministério da Defesa russo anunciou na sexta-feira a implantação de um batalhão da polícia militar russa em Aleppo, com a missão de manter a segurança e a ordem na segunda maior cidade síria recentemente libertada de terroristas.

    "Uma aprovação separada pelo Conselho da Federação não é necessária porque o desdobramento das forças armadas russas na Síria já foi aprovado por uma resolução adotada por nossa câmara em setembro de 2015", afirmou.

    Também nesta sexta, o vice-presidente do comitê de Defesa e Segurança do Senado russo, Frants Klintévich anunciou que o batalhão da polícia militar russa em Aleppo será integrado por 300 a 400 pessoas. 

    "Este batalhão vai auxiliar e organizar o processo de resolução política", disse Klintévich, acrescentando que trata-se de uma unidade de infantaria mecanizada.

    Operação militar conjunta entre Rússia e Síria, a libertação de Aleppo tirou das mãos de rebeldes e terroristas, toda a zona leste da cidade. O local estava bloqueado desde 2012, inacessível a autoridades e observadores internacionais e dificultando evacuações e ajudas humanitárias.

    Mais:

    Opinião: libertação de Aleppo é 'o maior avanço' que dá esperança na paz síria
    ONU cria equipe para iniciar processos de crimes de guerra na Síria
    Tags:
    Comitê de Defesa e Segurança do Senado russo, Comissão do Conselho da Federação de Relações Exteriores, Frants Klintévich, Vladimir Jabarov, Síria, Rússia, Aleppo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik