05:31 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Viktor Muzhenko - chefe do Estado-Maior da Ucrânia

    Ucrânia anuncia cessar-fogo a partir da noite de Natal

    © AFP 2017/ GENYA SAVILOV
    Rússia
    URL curta
    151332

    Kiev atendeu aos apelos do Grupo de Contato de Minsk e disse que já retirou armas da linha de frente.

    O Ministério da Defesa ucraniano anunciou que está pronto para um cessar-fogo com rebeldes que buscam a independência a partir de 24 de dezembro, acordado pelo Grupo de Contato Trilateral sobre a crise ucraniana.

    "As Forças Armadas da Ucrânia estão prontas para realizar a recente decisão do Grupo de Contato de Minsk", disse Olexandr Motuzyanyk, porta-voz do Ministério da Defesa, a jornalistas durante uma coletiva de imprensa, acrescentando que exército ucraniano já retirou suas armas da linha de frente de acordo com o acordo de Minsk, disse ele.

    Na quarta-feira, o Grupo de Contato, que realizou uma reunião na capital da Bielorrússia, pediu aos dois lados do conflito no leste da Ucrânia que comecem um cessar-fogo abrangente, estável e indefinido a partir da meia-noite do sábado.

    Rússia

    O presidente russo, Vladimir Putin, aprovou o acordo alcançado pelos representantes russos, ucranianos e europeus para cessar as hostilidades, de acordo com o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, na sexta-feira.

    "O presidente russo congratula-se com o acordo alcançado no Grupo de Contato [trilateral] declarando um regime de silêncio sobre a linha de contatos no sudeste da Ucrânia", disse Peskov.

    O cessar-fogo está agendado para começar à meia-noite hora local (20h no horário de Brasília) do sábado, 24 de dezembro.

    Mais:

    Kiev: drones que EUA entregaram à Ucrânia são inutilizáveis
    Tribunal de Kiev autoriza prisão do ex-presidente Viktor Yanukovich
    EUA estão insatisfeitos com Kiev e querem 'entregar Ucrânia' à UE ou Rússia
    Tags:
    Kremlin, Grupo de Contato de Minsk, Forças Armadas da Ucrânia, Olexandr Motuzyanyk, Dmitry Peskov, Vladimir Putin, Rússia, Kiev, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik