03:51 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    O presidente russo, Vladimir Putin apresentou condecorações para os militares que participaram nas operações anti-terroristas na Síria

    Putin explicou falta de seguranças no momento de assassinato do embaixador russo

    © Sputnik/ Sergei Guneev
    Rússia
    URL curta
    101869120

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, comentou hoje (21) a falta de seguranças armados no momento do assassinato do embaixador russo Andrei Karlov, na Turquia.

    "Existe uma regra geral segundo a qual a segurança armada da embaixada (…) opera somente no território da própria embaixada – os segurança não podem sair com armas. Esse é o problema. E a questão não é a Turquia – isso acontece na maioria dos países", disse Putin durante encontro com representantes do parlamento da Rússia.

    Nas palavras do líder russo, em alguns países, "levando em conta as especificidades dos processos em curso", é possível negociar um mecanismo diferente de segurança para diplomatas russos.

    Lembrando que na segunda-feira (19), o embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov foi morto a tiros pelo policial turco Mevlut Mert Altintas, em Ancara. Três outras pessoas foram feridas no ataque. O incidente está sendo tratado como um ato terrorista.

    Mais:

    Erdogan garante que assassino de embaixador russo tinha vínculos com opositor Gulen
    'Dói por exposição ter sido palco do assassinato do embaixador russo', lamenta organizador
    Assassino do embaixador russo serviu na guarda do presidente da Turquia
    Tags:
    assassinato, segurança, embaixador, Andrei Karlov, Vladimir Putin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik