17:35 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Editora-chefe da agência de notícias Sputnik, Margarita Simonyan

    Editora-chefe da Sputnik responde à proposta do ex-embaixador dos EUA

    © Sputnik/ Iliia Pytalev
    Rússia
    URL curta
    273835441

    A editora-chefe da agência de notícias Sputnik, Margarita Simonyan, comentou a ideia de Michael McFaul de registrar a Sputnik e RT como agentes estrangeiros.

    "Acho que McFaul se sente simplesmente ofendido. Nós o criticamos muito, criticamos justamente, porque conhecemos pouca gente que, tendo como função estabelecer relações entre países, consigam contribuir tanto para as deteriorar", disse Simonyan.

    Ela expressou o desejo de que todas as declarações de McFaul fossem apenas fantasias divertidas de uma pessoa ofendida.

    Anteriormente Michael McFaul publicou um artigo no Washington Post acusando a Sputnik e o RT de apoiar Donald Trump na corrida presidencial e propôs considerá-los agentes estrangeiros.

    Ultimamente, edições estrangeiras criticam possíveis informações duvidosas publicadas pela Sputnik e pelo RT. Em 23 de novembro, o Parlamento Europeu aprovou um documento que compara a atividade da Sputnik e RT à propaganda do Daesh.

    Vladimir Putin, presidente da Rússia, comentando está resolução, felicitou os jornalistas da Sputnik e do RT pelo seu trabalho eficaz. Ele destacou que o documento do Parlamento Europeu mostra a degradação do conceito de democracia na sociedade ocidental. Putin sublinhou que ele conta com o triunfo do bom senso e espera que não haja restrições reais em relação à mídia russa.

     

    Mais:

    Sputnik apela à ONU e OSCE para pôr cobro às limitações da mídia russa na UE
    Resolução contra Sputnik e outras mídias russas será votada no Parlamento Europeu
    Ex-embaixador de EUA na Rússia: Ocidente subestima Sputnik e RT
    Tags:
    restrições, mídia, RT, Sputnik, Michael McFaul, Margarita Simonyan, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik