15:43 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Caças Su-33 durante exercícios de aviação da Frota do Norte russa (foto de arquivo)

    Quais foram as causas do incidente com caça Su-33 do Admiral Kuznetsov?

    © Sputnik / Mikhail Fomichev
    Rússia
    URL curta
    4269
    Nos siga no

    O cosmonauta e piloto cazaque Tokhtar Aubakirov explicou à Sputnik Cazaquistão porque se rompeu o cabo do retentor de aterrisagem durante o pouso do caça Su-33 sobre o porta-aviões Admiral Kuznetsov.

    Segundo o piloto, o incidente com o Su-33 "é o tal caso em que o cabo se rompe no momento menos conveniente", quando o caça já está praticamente parado, mas a inércia ainda está atuando. O peso do avião e a força da inércia são muito grandes, o que leva ao rompimento do cabo. Ao mesmo tempo, o caça "já não consegue sair do convés nesse momento concreto".

    Pousar o caça sobre o convés é "uma grande arte".  O piloto que pousa o avião sobre um convés que balança deve agir com muita precisão – deve ter "movimentos de filigrana" para não ultrapassar determinados parâmetros, destacou Aubakirov em entrevista à Sputnik Casaquistão.

    Aubakirov foi o primeiro piloto que realizou uma aterrissagem e a primeira decolagem de um caça MiG-29K no convés do porta-aviões Admiral Kuznetsov (o então navio Tbilisi).

    Na segunda-feira (5), o Ministério da Defesa russo informou que, depois de completar uma missão militar na Síria, o caça Su-33 russo escorregou para fora do convés do Admiral Kuznetsov devido ao rompimento do retentor de aterrisagem durante o pouso. O piloto conseguiu se ejetar e está salvo a bordo.

    Mais:

    Marinha russa comenta escolta do porta-aviões Admiral Kuznetsov por navios da OTAN
    Projetista revela caraterística mais marcante da arma principal do Admiral Kuznetsov
    Tags:
    opinião, piloto, incidente, caça, Admiral Kuznetsov, Su-33, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar