12:19 08 Dezembro 2016
Ouvir Rádio
    Crime cibernético de hackers

    Inteligência estrangeira preparava ciberataques contra sistema financeiro russo

    Pixabay
    Rússia
    URL curta
    41243310

    O Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) anunciou na sexta-feira (02) que serviços de inteligência estrangeiros preparavam ciberataques de larga escala para destabilizar o sistema financeiro russo.

    "O FSB russo recebeu informações sobre a preparação de cibarataques de grande dimensão por serviços de inteligência estrangeiros. Tais ataques deveriam começar em 5 de dezembro de 2016, com objetivo de destabilizar o sistema financeiro da Rússia, incluindo as atividades dos maiores bancos russos", informou o FSB num comunicado na sexta-feira (02).

    O FSB aponta que uma investigação revelou a existência de servidores pertencentes à empresa ucraniana BlazingFast situada na Holanda. A empresa BlazingFast confirmou que tem parceiros na Holanda que prometem investigar o assunto.

    De acordo com as informações, o ciberataque contra algumas cidades russas deveria ser acompanhado por mensagens SMS e por publicações provocatórias nas redes sociais que prejudicam a confiança e o sistema financeiro da Rússia, acrescentou a entidade.

    Além disso o FSB informou em comunicado que está tomando medidas para neutralizar quaisquer ameaças à segurança econômica e informacional devido aos ataques planejados.

    Hacker
    © flickr.com/ Ivan David Gomez Arce
    Em outubro o Departamento de Segurança Interna e o Escritório do Diretor da Inteligência Nacional dos EUA emitiram um comunicado que formalmente acusa Moscou de tentar influenciar as eleições nos EUA e de hackear os servidores pertencentes ao Comité Nacional Democrata (DNC, na sigla em inglês). Isso aconteceu após uma série de acusações infundadas contra a Rússia, sem apresentação de quaisquer provas. A Rússia negou tais denúncias e o presidente russo Vladimir Putin chamou-as de tentativa de distrair os eleitores americanos das questões internas dos EUA.

    Em novembro a chanceler alemã Angela Merkel afirmou que hackers na Rússia poderiam tentar influenciar as eleições na Alemanha no próximo ano.

    Mais:

    Grupo de hackers revela uso de cocaína pelos atletas dos EUA antes dos Jogos 2016
    Hackers militares dos EUA afirmam terem invadido sistemas de comando do Kremlin
    Tags:
    investigação, mensagens, segurança, ciberataque, Comitê Nacional Democrata, Serviço Federal de Segurança (FSB), Inteligência Nacional dos EUA, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Em foco