22:17 10 Dezembro 2016
Ouvir Rádio
    Ponto de controle na fronteira russo-ucraniana Dzhankoy, Crimeia, Rússia (foto de arquivo)

    Chancelaria russa chama de provocação planos de Kiev para Crimeia

    © Sputnik/ Aleksandr Polegenko
    Rússia
    URL curta
    82057200

    O ministério das Relações Exteriores da Rússia considera como provocação os planos de Kiev para realizar lançamentos de mísseis perto da Crimeia e que estes planos são visam a escalação das relações com Moscou.

    Anteriormente foi anunciado que em 1 e 2 de dezembro Kiev planeja realizar ensaios perto de Simferopol. Para além disso, as autoridades ucranianas publicaram avisos aos aeronavegantes que definem algumas zonas sobre o mar Negro como perigosas, incluindo águas neutras e pertencentes ao território russo.

    "Este tema está sempre em foco em Kiev. O que aconteceu nos últimos dias é uma provocação direta e foi feita para obter uma reação dura por parte da Rússia", declarou Maria Zakharova durante a coletiva de imprensa semanal.

    Na Agência de Transporte Aéreo russa disseram que estes planos de Kiev violam todos acordos internacionais e ameaçam a segurança dos voos civis. A ação da Ucrânia foi chamada de tentativa de "invasão" do espaço aéreo da Rússia.

    Contudo, a Agência de Transporte Aéreo russa sublinhou que nada ameaça os voos civis sobre a Crimeia e que o espaço aéreo não será fechado.

    Entretanto a Ucrânia não desiste dos seus planos para realizar treinamentos, declarou o representante oficial do ministério da Defesa da Ucrânia, Andrei Lysenko.

    "No que toca aos acordos nacionais e avisos, a Ucrânia cumpre tudo. Nada e ninguém pode obstaculizar a realização de treinamentos militares no nosso território", declarou Lysenko na coletiva de imprensa.

    Mais:

    Novos sistemas de mísseis Bastion chegam à Crimeia
    Kiev: as chances são mínimas de devolverem Crimeia nos próximos 5 anos
    Forças de segurança da Crimeia revelam como foram logrados militares russos
    Tags:
    mísseis, lançamento, Ministério das Relações Exteriores, Maria Zakharova, Ucrânia, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Em foco