18:42 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Resolução europeia contra Sputnik (22)
    2281
    Nos siga no

    Margarita Simonyan, editora-chefe da agência Sputnik, enviou um apelo chamando a atenção às ações do Parlamento Europeu que violam as normas dos direitos humanos.

    "A resolução afeta diretamente uma série de mídias conceituadas, inclusive a agência Sputnik, e visa pôr fim à sua atividade na União Europeia. Para além disso, esta resolução contradiz diretamente as normas da UE no âmbito dos direitos humanos tais como o artigo 19 do Pacto Internacional sobre os Direitos  Civis e Humanos, o artigo 11 da Carta da UE sobre os direitos essenciais e a resolução da União Europeia  de 11 de dezembro de 2012 sobre o desenvolvimento da liberdade digital na política exterior da UE", se destaca na carta da Margarita Simonyan, editora-chefe da agência Sputnik, a que a RIA Novosti teve acesso.

    Este apelo foi enviado à Federação Europeia de Jornalistas, à Federação Internacional de Jornalistas, ao Centro Internacional de Jornalismo (EUA), ao Centro Internacional de Imprensa (Áustria), ao Comitê de Proteção de Jornalistas (EUA) e à organização internacional Índice de Censura (Reino Unido)

    © Sputnik
    Margarita Simonian comenta projeto de resolução sobre "comunicações estratégicas" aprovado pelo Parlamento Europeu

    A Sputnik é uma agência de notícias e rádio com hubs de informação mediáticos em dezenas de países. A Sputnik possui sites em mais de 30 línguas, radiodifusão analógica e digital, aplicativos de celular e páginas nas redes sociais. Os feeds de notícias são atualizadas de noite e dia em árabe, espanhol, inglês e chinês.

    Tema:
    Resolução europeia contra Sputnik (22)

    Mais:

    Resolução contra Sputnik e outras mídias russas será votada no Parlamento Europeu
    Conta da Sputnik Internacional no Twitter foi hackeada
    Chancelaria russa chama projeto de resolução da UE sobre mídia russa de 'discriminação'
    Tags:
    guerra midiática, Parlamento Europeu, OSCE, Margarita Simonyan, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar