02:44 25 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    0 110
    Nos siga no

    As autoridades russas confiscaram bombas caseiras com uma potência equivalente a 10 quilos de dinamite, armas e munições a extremistas detidos, pertencentes a um grupo criado por um emissário do Daesh, diz o Serviço Federal de Segurança russo.

    Os membros do grupo seriam alegadamente ligados ao Daesh e teriam planejado atentados em Moscou e Cáucaso do Norte.

    Segundo diz o FSB, as forças de segurança confiscaram bombas caseiras com potência equivalente a cerca de 10 quilos de dinamite, armas e munições.

    No sábado passado (12), o FSB russo anunciou a detenção de 10 imigrantes da Ásia Central, suspeitos de prepararem ataques terroristas em Moscou e São Petersburgo.
    A operação foi conduzida em cooperação com as autoridades tajiques e quirguizes.

    O FSB comunicou que os arguidos admitiram ter tido contatos com o grupo terrorista Daesh.

    Além das detenções, o FSB encontrou em um esconderijo 5 armas de fogo, 2 bombas de fabricação caseira, bem como componentes de fuzis de precisão.

    “O FSB russo… interrompeu a atividade do grupo ligado à organização internacional terrorista Daesh que planejava levar a cabo atentados terroristas e crimes extremistas na República da Inguchétia e em Moscou”, diz-se no comunicado do Serviço Federal de Segurança russo.

    O grupo foi formado por um emissário do Daesh que foi morto na Inguchétia no mês passado.

    Mais:

    Putin e Trump abordam tema da Síria e do terrorismo em conversa inédita
    EUA alertam cidadãos para ataque terrorista massivo no Tajiquistão
    CS da ONU trabalha em resolução russa contra ideologia terrorista
    Tags:
    munição, detenção, fuzil, bomba, atentado, armamentos, terrorismo, Daesh, Serviço Federal de Segurança (FSB), Tadjiquistão, Ásia Central, Quirguistão, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar