14:44 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    4214
    Nos siga no

    Apesar de se tratar de um site já desativado, os especialistas estão trabalhando para descobrir quem fez isso.

    "O site foi hackeado. Neste momento está sendo investigado quem fez isso", disse Zakharova durante uma transmissão da rádio russa "Govorit Moskva".

    Depois Maria Zakharova escreveu na sua página do Facebook que se tratava de um site antigo, que já não está funcionando. Os especialistas estão trabalhando para descobrir do que se tratou.

    "Se o ataque de americanos, mesmo contra um site desativado, for confirmado, isso não será nada agradável. Porque há duas possibilidades: ou já começou funcionando a cibermáquina destruidora de que falaram Joe Biden e Michael McFaul, ou então esta campanha eleitoral infernal e provocadora levou as pessoas a um estado em que elas começam destruindo tudo no seu caminho."

    Ela frisou que antes de publicar a informação sobre o ataque a CNN não pediu confirmação à chancelaria russa.

    Anteriormente o canal CNN informou que o hacker norte-americano The Jester (O Bobo) tinha invadido o site do Ministério das Relações Exteriores russo.

    Em um comentário aos jornalistas, o hacker disse que ele queria se vingar pelo ataque cibernético de sexta-feira, quando parte dos sites populares americanos parou de funcionar. Na opinião dele, a Rússia está por trás disso. The Jester supostamente teria atacado o site da chancelaria russa e colocado lá um "aviso" a Moscou.

    "Companheiros! Nós interrompemos o programa de transmissão do site do Ministério do Exterior russo para vos transmitir a seguinte mensagem importante. Já chega.Talvez vocês possam maltratar os países vizinhos, mas isso é a América. Aqui ninguém se impressiona com isso", diz a suposta "mensagem".

    Washington acusou Moscou por diversas vezes de realizar ataques cibernéticos contra alvos dos EUA sem fornecer nenhuma evidência. A candidata presidencial do Partido Democrata dos EUA, Hillary Clinton, acusou Rússia de tentar influenciar os resultados das eleições por meio de ataques cibernéticos e vazamento de informações. O presidente russo, Vladimir Putin, por várias vezes disse que os dados publicados não apresentam qualquer interesse para Moscou.

    Mais:

    NBC: CIA prepara ciberataque contra o governo da Rússia
    Aliados de Sanders descartam envolvimento da Rússia em ciberataque ao Partido Democrata
    Casa Branca comemora prisão de hacker russo na República Tcheca
    Suspeito de hackear Wall Street não terá asilo na Rússia
    Tags:
    ciberataque, hackers, Ministério do Exterior, Maria Zakharova, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar