23:24 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Sistemas de mísseis de longo alcance S-300V e S-300VM da Rússia

    Sistemas russos S-300 vão ajudar a 'reduzir riscos psicológicos' na Síria

    © Sputnik/ Ramil Sitdikov
    Rússia
    URL curta
    3492

    A Rússia posicionou um dos sistemas de mísseis mais avançados S-300VM Antey-2500 na Síria para reforçar a segurança da sua Força Aeroespacial.

    Mas além da sua principal tarefa defensiva, o referido sistema ajudará a tranquilizar a situação na Síria, informou o jornalista Yevgeny Krutikov ao jornal russo Vzglyad.

    Segundo ele, "a presença do S-300VM em Tartus limita as capacidades da Força Aérea norte-americana em termos psicológicos".

    Ao mesmo tempo Krutikov indicou que Washington tem sérios receios de sofrer quaisquer baixas, especialmente no que se refere ao seu material bélico que usa alta tecnologia. Mesmo se os EUA correrem um risco mínimo de perder um avião, a decisão final será de não enviá-lo em missão.

    "Embora os americanos entendam que os sistemas de mísseis russos e sistemas antiaéreos não são dirigidos contra a aviação ocidental, eles vão limitar suas ações aéreas por precaução. Provavelmente o mesmo poderá se referir aos drones instalados na base aérea de Incirlik na Turquia", conta o jornalista.

    De acordo com Krutikov, o uso do sistema S-300VM em Tartus foi um "passo ponderado e justificado" da Rússia, tendo em vista que "a segurança das bases militares russas é uma prioridade".

    Os sistemas S-300V4 (SA-23 Gladiator segundo o código da OTAN), que é uma versão modernizada dos S-300VM, foram fabricados pela empresa estatal russa Almaz-Antey e se destinam a monitorar e interceptar mísseis balísticos de curto e médio alcance, mísseis de cruzeiro, aeronaves de asa fixa, além de desempenhar várias outras tarefas. O sistema possui um alcance de 400 quilômetros, podendo atacar até 24 aviões ou 16 mísseis balísticos em várias combinações.

    Mais:

    Irã instala sistemas russos S-300 em Fordo
    Rússia desloca sistemas de defesa antiaérea S-300 e S-400 para novas regiões
    Tags:
    material bélico, psicológico, alcance, versão, sistemas de mísseis, S-300, Almaz-Antey, Força Aérea, Tartus, Washington, Turquia, EUA, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik