02:19 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Ativistas anti-norte-coreanos lançam balões de ar quente de polietileno com cartazes e folhetos com críticas do regime de Pyongyang, Seul, Coreia do Sul

    Presidente russo: não se pode admitir uma crise entre as duas Coreias

    © AFP 2019 / KIM JAE-HWAN
    Rússia
    URL curta
    782
    Nos siga no

    O presidente russo Vladimir Putin declarou que há necessidade de evitar que surja uma crise entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte, o que, na opinião dele, poderá causar uma catástrofe global.

    O respetivo anúncio foi feito pelo chefe de Estado russo numa sessão plenária do Fórum Econômico do Oriente na cidade russa de Vladivostok.

    "Temos de compreender que a vontade das pessoas desta região para viverem em paz e ampliarem os horizontes da cooperação é muito grande", declarou.

    Segundo ele, "não podemos ignorar aquilo que nós sabemos sobre o passado, a vontade de nossos pais e avôs que passaram por duríssimas provas durante a guerra".
    Putin ressalta que a mesma coisa se aplica à península coreana, pois o "povo coreano enfrentou situações gravíssimas".

    O presidente russo pede para se fazer tudo o que for possível a fim de evitar o pior, empreendendo esforços para desenvolver a cooperação.

    Putin frisou que "a Rússia se opõe categoricamente à proliferação global de armas de destruição em massa" e apela a que a Coreia do Norte siga com rigor as decisões da ONU. Ao mesmo tempo, o presidente considera que nesta questão é preciso "agir com cautela para não provocar Pyongyang para quaisquer ações que visem defender a segurança nacional".

    "Temos que fazer regressar a situação ao nível de negociações. Vamos procurar convencer disso os parceiros da Coreia do Norte… A senhora presidenta (da República da Coreia Park Geun-hye) sabe que mantemos determinados canais de comunicação com a Coreia do Norte e nós, sem dúvida, vamos usá-los para que a situação deixe de ser de uma confrontação aguda, que é o que estamos vendo hoje", salientou o presidente russo.

    Segundo Putin, "quaisquer ações que possam provocar a continuação do agravamento são contraprodutivas".

    Mais:

    Putin: Rússia não vende seus territórios, mas a paz com Japão é importante
    Putin responde às acusações sobre ataques de hackers
    Cancelado o encontro de Putin, Merkel e Hollande na China
    Tags:
    agravamento, catástrofe, não-proliferação, crise, Fórum Econômico do Oriente, ONU, Park Geun-hye, Vladimir Putin, Pyongyang, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar