00:15 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Segurança cibernética

    Putin responde às acusações sobre ataques de hackers

    © flickr.com/ Martin Kenny
    Rússia
    URL curta
    4141

    O presidente russo Vladimir Putin comentou as acusações dirigidas contra a Rússia a respeito do recente ciberataque contra o Partido Democrata dos EUA.

    Segundo ele, Moscou não tem nada a ver com invasão cibernética levada a cabo por hackers.

    As alegações do governo norte-americano sobre a suposta participação da Rússia nestes ataques foi caracterizada por Putin como tentativa de desviar a atenção da comunidade internacional.

    "Não sei absolutamente nada sobre isso e a nível estatal a Rússia nunca faz isso", declarou Putin entrevistado pela agência Bloomberg.

    Segundo ele, "o governo não está ligado de maneira alguma a esse incidente".

    O presidente russo desmentiu as informações de que a Rússia, alegadamente, tenta influenciar a campanha presidencial nos EUA por publicar dados confidenciais dos democratas. Antes Moscou já qualificou tais alegações como "paranoicas".

    No momento a investigação respetiva está em curso. Embora não fossem apresentadas acusações concretas, os democratas, incluindo Barack Obama, afirmavam que a Rússia poderia estar envolvida no esquema de invasão dos servidores do Partido Democrata.

    No dia 22 de julho o WikiLeaks publicou cerca de 20.000 páginas de e-mails hackeados do Comitê Nacional Democrata (DNC) que parecem demonstrar um esforço concertado entre altos membros da comissão para minar a campanha do senador norte-americano Bernie Sanders a favor de Clinton.

    Mais:

    Assessoria de Clinton confirma terceiro ataque hacker contra software do Partido Democrata
    E-mails vazados de Hillary Clinton mostram esforços ininterruptos para sabotar a Venezuela
    Tags:
    hackers, invasão, investigação, cibersegurança, ataque, Comitê Nacional Democrata, Partido Democrata, Bloomberg, Bernie Sanders, Donald Trump, Hillary Clinton, Barack Obama, Vladimir Putin, Moscou, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik