20:28 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    0293
    Nos siga no

    O ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, abordou hoje (1) o polêmico tema da Crimeia com estudantes da Universidade Estatal de Relações Internacionais de Moscou.

    O chanceler explicou que os países do Ocidente não têm quaisquer empecilhos jurídico-legais para não reconhecer a reintegração da Crimeia com a Rússia, mantendo a sua postura intransigente por motivos unicamente políticos.

    "Existe uma vontade política de usar essa situação na mesma linha que era pelo Ocidente sob a liderança dos EUA tempos antes da Ucrânia – a linha de contenção da Rússia" – disse Lavrov.

    Segundo ele, aos olhos dos políticos ocidentais, a Rússia começou a incomodar porque passou a ostentar uma auto-suficiência "demasiado grande". "Eles ainda não entenderam que não se trata de uma conjuntura qualquer, mas de uma parte da nossa existência" – acrescentou o chanceler.

    Durante o encontro com estudantes, Lavrov destacou ainda que a Rússia está disposta a retomar plenamente suas relações com os EUA e a União Europeia, mas somente se isso acontecer em pé de igualdade, e não de acordo com os interesses de um só lado. Junto a isso, ele deixou claro que Ocidente precisa se esforçar para recuperar a confiança de Moscou.

    O ministro acrescentou que uma cooperação como esta poderia dar bons resultados se os EUA deixasse de lado os problemas artificias para se concentrar em ameaças comuns realmente sérias.

    Mais:

    Rússia desloca caças e bombardeiros para a Crimeia
    Poroshenko exige propostas da chancelaria para criar 'mecanismo de desocupação' da Crimeia
    Putin chamou atenção de Merkel e Hollande para provocações de Kiev na Crimeia
    Tags:
    Crimeia, Rússia, Ocidente, EUA, Sergei Lavrov
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar