10:00 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Sistema de Transporte Hyperloop

    Hyperloop: russos serão os primeiros a viajar à velocidade do som?

    © Foto: Hyperloop Transportation Technologies
    Rússia
    URL curta
    0 1729111

    No final de 2016, Moscou começará a elaborar projeto de transporte Hyperloop, criação do famoso engenheiro americano Elon Musk. Com uma população de mais de 12 milhões de pessoas, autoridades acreditam que seja necessária a construção de tal transporte na capital russa.

    A Novosti entrevistou o principal investidor do projeto, magnata Ziyavudin Magomedov. Sua empresa e o governo de Moscou estão planejando a construção do Hyperloop, que ligará o centro da cidade aos arredores, onde há dezenas de cidades e aeroportos internacionais.

    "Assinamos contrato com Moscou <…> Mas a construção do Hyperloop em Moscou é apenas uma das ideias. A ideia mais ambiciosa seria a construção do trajeto que vai do noroeste do país [da região Báltica] ao sul da Rússia [ao mar Negro Azov]. O segundo grande percurso vai da China à Europa, passando pelo Cazaquistão e pela Rússia" — disse Magomedov na entrevista.

    Os primeiros testes do Hyperloop foram realizados em maio deste ano no deserto de Nevada, nos EUA. Testes receberam resultado satisfatório. Num futuro próximo, será preciso criar e testar um protótipo funcional composto por tubo a vácuo e uma cabine ligada ao tubo por forças magnéticas.

    Para a Rússia, país gigantesco territorialmente, a redução de tempo de transporte da Ásia à Europa é uma questão de grande importância econômica. O trajeto da ferrovia Transiberiana é mais curto e mais barato se comparado ao transporte marítimo, mas mesmo assim, é uma opção que deixa a desejar por ser lento. O Hyperloop espera resolver estes problemas: a inauguração do transporte de cargas está planejada para 2020, de passageiros – para 2021.

    Mais:

    SpaceX lança foguete com satélites de comunicação
    Tags:
    Elon Musk, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik