Caros leitores, com grande alegria anunciamos que a Voz da Rússia está mudando de nome e se mudando para um novo site. Nós agora seremos conhecidos como a agência de notícias e rádio Sputnik. Vocês podem encontrar todas as últimas notícias da nossa agência em http://br.sputniknews.com. Por favor, atualizem seus favoritos e fiquem conosco!
2 Fevereiro 2015, 16:32

Militares do batalhão Aidar atacam Ministério da Defesa da Ucrânia

Ucrânia, exército, protesto, ministério da defesa, Kiev, crise, confrontos

Foto de arquivo, na foto: soldados do batalhão Aidar

Foto de arquivo, na foto: soldados do batalhão Aidar

Os militares do batalhão Aidar tentam quebrar a cerca com arame farpado ao lado do portão do Ministério da Defesa da Ucrânia. Algumas pessoas conseguiram entrar no território do ministério.

Os soldados do batalhão Aidar estão neste momento realizando uma manifestação perto do Ministério da Defesa ucraniano. Mais cedo, eles tentaram atear fogo a pneus e exigiram encontrar-se com o chefe do departamento Stepan Poltorak e o ministro do Interior, Arsen Avakov.

Há cerca de uma hora que os soldados do Aidar e mães dos soldados do batalhão Rus estão bloqueando a estrada perto do edifício do ministério, que está localizado perto de uma das maiores rodovias de Kiev. Devido ao bloqueio da estrada, a circulação de transportes públicos e carros está suspensa.

Fotos da manifestação de batalhão Aidar de ontem

A renúncia do presidente da Ucrânia é uma das exigências apresentadas pelos militares dos batalhões voluntários que regressaram da zona de confrontos no leste da Ucrânia.

Leia mais

No momento, o incêndio dos pneus foi extinto, os manifestantes atiram pedras contra o recinto do Ministério da Defesa e outros objectos que estão na área ao lado do prédio.

Vários soldados do batalhão Aidar tentaram romper a cerca de arame farpado do lado do portão. Algumas pessoas conseguiram entrar no território do ministério.

Mais cedo, a mídia citando a secretária de imprensa do batalhão Aidar, Yulia Evdokimova, anunciou a intenção de dissolver o batalhão. A assessoria de imprensa do Aidar negou as informações sobre a dissolução, dizendo que Evdokimova não é secretária de imprensa do batalhão.

Vladimir Askarov, chefe do departamento de planejamento de defesa e mobilização do Estado-Maior General da Ucrânia, disse que o Ministério da Defesa decidiu apenas reformar o Aidar devido ao selo do batalhão se ter perdido. Por esta razão, o batalhão terá um outro número.

  •  
    E recomendar em