Caros leitores, com grande alegria anunciamos que a Voz da Rússia está mudando de nome e se mudando para um novo site. Nós agora seremos conhecidos como a agência de notícias e rádio Sputnik. Vocês podem encontrar todas as últimas notícias da nossa agência em http://br.sputniknews.com. Por favor, atualizem seus favoritos e fiquem conosco!
4 Outubro 2012, 19:23

Humanidade celebra o Dia Internacional dos Animais

Humanidade celebra o Dia Internacional dos Animais

As pessoas humanas respondem por animais, a que um poeta chamou de “nossos irmãos menores”. O Dia Internacional dos Animais vem recordar isso mais uma vez.

Este dia foi instituído em 1931, pelo Congresso Internacional de Partidários do Movimento em Defesa da Natureza. A data de 4 de outubro foi escolhida pois este é o dia de recordação de São Francisco de Assis, considerado patrocinador dos animais.

É a realidade severa que impõe o mister de educar nas pessoas o sentimento de responsabilidade por tudo que há vivo no planeta. Durante os últimos 500 anos extinguiram-se por completo 844 espécies de animais, incluindo o tigre de dentes de sabre, o lobo da Tasmânia e a vaca marinha de Steller. O Livro Vermelho Internacional torna-se cada vez mais grosso. De acordo com as estimativas da Aliança Internacional de Proteção de Animais, cerca de um quarto de todos os mamíferos estão à beira da extinção.

Agora sob a proteção da ONU estão cerca de 800 espécies de animais, incluindo gorila, chimpanzé, tigre, leopardo e jaguar. Há pouco a Rússia apresentou a proposta de estender o sistema de proteção também ao urso branco. Esta proposta é bem fundamentada, - afirma Liudmila Danilova, dirigente dos programas do Fundo Internacional de Defesa dos Animais.

"De acordo com a classificação da Associação Internacional de Proteção da Natureza, o urso branco pertence à categoria de espécies que correm o perigo de extinção. No Canadá pratica-se a caça de ursos brancos e o mercado internacional consome as suas peles. Tudo isso pode exercer influência negativa sobre a existência desta espécie."

O número de ursos brancos no planeta diminui inexoravelmente. Agora restam cerca de 20 mil animais desta espécie. Aproximadamente um quarto deles pertence à população que habita as penínsulas de Tchukotka e de Alasca. No século XXI o número de covas de ursos brancos diminuiu somente na ilha de Vranguel cinco vezes. A decisão sobre a alteração do status do urso branco será tomada na conferência internacional a realizar-se em março de 2013, na Tailândia. O fato de que esta iniciativa veio precisamente da Rússia é perfeitamente lógico, - diz Liudmila Danilova. – A Rússia foi o primeiro país que proibiu no seu território a caça a ursos brancos ainda em 1957.

Os parques nacionais e reservas extracionistas desempenham um importante papel na preservação de animais raros no planeta. Por exemplo, a reserva natural internacional de biosfera Daurski, situada na região Transbaikal, salvou o gracioso antílope dzeren. Fala Tatiana Borodina, vice-diretora para educação ecológica desta reserva de biosfera.

"A nossa reserva natural fez grandes esforços a fim de restabelecer esta espécie. Quando a reserva estava na fase de formação, isto é, há uns 25 anos, o antílope 

dzeren

praticamente não existia no território da Rússia – este animal foi eliminado na íntegra. Mas agora a população deste animal está se restabelecendo – temos mais de três mil e meio espécimes.

As ações, dedicadas ao Dia Internacional de Animais são promovidas em mais de 70 países. Ações especiais foram preparadas não somente por milhares de organizações que fazem propaganda do tratamento humano dos animais. Os jardins zoológicos e museus irão alegrar crianças e adultos com programas educativos interessantes. Em particular os jovens visitantes do Museu Darwin, em Moscou, irão urdir de miçangas figuras de animais e brincar de veterinários. Os animais domésticos que em muitos países são membros de famílias com toda a plenitude de direitos também irão gozar de mimos especiais. A Rússia está em segundo lugar depois dos EUA quanto ao número destes “pupilos” - uma de cada três famílias russas possui um animal doméstico."

  •  
    E recomendar em