10:42 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2424
    Nos siga no

    O contra-almirante Ali Reza Tangsiri, comandante da Marinha do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês), afirmou que o Irã não vai tolerar insegurança no golfo Pérsico.

    O chefe militar iraniano acrescentou que a presença das forças norte-americanas na região apenas traz instabilidade, de acordo com a agência Tasnim.

    "O golfo Pérsico é o nosso lar e de nossos Estados vizinhos [...]. Os EUA não têm lugar aqui, pois trouxeram insegurança aonde quer que tenham ido", comentou Tangsiri, nesta terça-feira (12), citado pela mídia.

    Ele chegou também a denunciar supostas atividades criminosas cometidas por Israel, dizendo que "a presença ilegítima do falso governo que ocupou Al-Quds perturba a segurança desta região estratégica, e vai trazer custos pesados a ela", de acordo com a agência iraniana.

    Base móvel expedicionária USS Lewis B. Puller (ESB-3, na sigla em inglês) operando no golfo Pérsico, 5 de março de 2021
    © Foto / Marinha dos EUA
    Base móvel expedicionária USS Lewis B. Puller (ESB-3, na sigla em inglês) operando no golfo Pérsico, 5 de março de 2021

    Da mesma forma, Tangsiri ainda destacou os avanços militares da Marinha do IRGC nas esferas de combate e tática, dizendo que o Irã preenche todas as suas necessidades de defesa sozinho, mesmo sob pressão das sanções econômicas.

    "A segurança do golfo Pérsico diz respeito aos países da região que têm interesses comuns, e não aos EUA [...]. Portanto, a segurança do golfo deve ser proporcionada por seus próprios países", declarou o líder militar.

    Mais:

    Primeiro presidente do Irã, Abolhassan Banisadr morre aos 88 anos em Paris
    AMADEE-20: deserto de Israel vira plataforma para simulação de missão a Marte
    Jogos de guerra: Irã testa capacidades e prontidão de combate de suas forças (VÍDEO, FOTOS)
    Tags:
    Irã, Golfo Pérsico, EUA, Corpo de Guardas da Revolução Islâmica (IRGC), Segurança, instabilidade
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar