10:08 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    51422
    Nos siga no

    Soldados dos EUA abriram fogo contra casas e terrenos agrícolas após desembarcarem de helicópteros em um povoado na Síria, segundo mídia.

    Os militares norte-americanos mataram três pessoas durante um desembarque na província de Deir ez-Zor, no sudeste da Síria, informou a agência estatal SANA, citando fontes.

    Os soldados dos EUA desembarcaram de helicópteros no povoado de Al-Shuhail e abriram fogo contra casas e terrenos agrícolas.

    As Forças Armadas dos EUA controlam ilegalmente territórios no norte e nordeste da Síria nas províncias de Deir ez-Zor, Al-Hasakah e Raqqa, onde estão localizados os maiores campos de petróleo e gás da Síria.

    Damasco oficial considerou por várias vezes a presença de militares dos EUA em seu território de ocupação militar e pirataria estatal com o objetivo de roubar petróleo abertamente.

    Em uma reunião com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, o chanceler sírio Faisal Mekdad voltou a declarar que Moscou e Damasco exigem que os militares dos EUA deixem a Síria o mais rápido possível.

    O conflito civil na Síria decorre desde 2011. Em 2017, Moscou anunciou a derrota do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) e o início da retirada de suas unidades do território da Síria.

    Em algumas áreas da República Árabe Síria, a limpeza do território dos militantes continua. Atualmente, em primeiro plano estão a regulação por via política, a reconstrução do país e o retorno dos refugiados.

    Mais:

    Erdogan diz esperar que Rússia 'siga uma abordagem diferente' em relação à Síria
    Ocupação da Síria pela Turquia deve terminar, afirma chanceler sírio
    EUA conduzem ataque aéreo contra 'líder sênior da Al-Qaeda' em Idlib, Síria
    'Sistema hegemônico dos EUA não tem credibilidade', afirma presidente do Irã nas Nações Unidas
    Tags:
    Síria, EUA, Rússia, helicóptero, Daesh
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar