17:49 20 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 102
    Nos siga no

    Irã vai permitir que os especialistas da ONU voltem a gravar em vídeo as atividades em suas usinas nucleares depois de os peritos internacionais terem sido impedidos de aceder aos arquivos desde fevereiro de 2021.

    Mohammad Eslami, recém-nomeado chefe da Organização de Energia Atômica do Irã (OEAI), e Rafael Grossi, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) – órgão de vigilância nuclear das Nações Unidas – se reuniram no domingo (12) atenuando um impasse entre Teerã e o Ocidente.

    O Irã autorizou os inspetores internacionais a voltarem a utilizar câmeras de vigilância nas suas instalações nucleares, escreve Politico.

    "Concordamos sobre a substituição dos cartões de memória das câmeras da agência", disse Eslami citado pela mídia iraniana.

    Máquinas centrífugas na instalação de enriquecimento de urânio de Natanz, a 250 quilômetros da capital Teerã (foto de arquivo)
    © AP Photo / Imprensa Associada
    Máquinas centrífugas na instalação de enriquecimento de urânio de Natanz, a 250 quilômetros da capital Teerã (foto de arquivo)
    "Os inspetores da AIEA estão autorizados a colocar em serviço o equipamento identificado e a substituir os seus suportes de armazenamento, que serão mantidos sob a proteção conjunta da AIEA e da OEAI", lê-se em uma declaração conjunta das entidades.

    No entanto, não foram feitas clarificações adicionais sobre se o Irã entregaria ou não as cópias das gravações mais antigas mantidas nas instalações nucleares.

    No início deste mês, a AIEA criticou o Irã por bloquear uma investigação sobre atividades anteriores e colocar em risco um importante trabalho de monitoramento, supostamente complicando os esforços para retomar as negociações sobre o acordo nuclear.

    Mais:

    Atraso no diálogo com Irã pode 'não ser benéfico' ao acordo nuclear, diz Blinken
    Presidente do Irã diz estar pronto para retomar conversas nucleares, mas não sob 'coação' ocidental
    Se o mundo não impedir Irã de obter armas nucleares, Israel tem o direito de agir, diz chanceler
    Tags:
    usina nuclear, instalações nucleares, Irã, ONU, negociações
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar