10:10 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    17627
    Nos siga no

    Tel Aviv não está considerando entregar as Colinas de Golã à Síria, disse Yair Lapid, ministro das Relações Exteriores de Israel.

    Chanceler israelense observou que no momento não há quaisquer negociações com Damasco e é improvável que sejam realizadas no futuro.

    "Presentemente não há negociações em curso entre Israel e a Síria. Na verdade, não há muito para negociar, além de questões de segurança. Israel não está sequer considerando, e nunca o vai fazer, devolver as Colinas de Golã à Síria, não há muito espaço para negociações agora", afirmou ministro.

    Esta é a primeira vez que o novo governo israelense se pronuncia sobre sua posição relativamente à questão das Colinas de Golã desde que Naftali Bennett se tornou primeiro-ministro, substituindo Benjamin Netanyahu no início deste ano.

    Soldado israelense caminha em antigo posto militar, usado para visitantes para ver as Colinas de Golã, perto da fronteira com a Síria, em 10 de maio de 2018
    © AP Photo / Ariel Schalit
    Soldado israelense caminha em antigo posto militar, usado para visitantes para ver as Colinas de Golã, perto da fronteira com a Síria, em 10 de maio de 2018

    Ao longo dos anos, Israel expandiu sua autoridade às Colinas de Golã nomeando funcionários e realizando eleições locais, apesar dos protestos de algumas comunidades locais e da falta de reconhecimento internacional da soberania israelense sobre a referida região.

    Contudo, em 2019 a administração do ex-presidente dos EUA Donald Trump mudou a posição de longa data de Washington sobre o assunto, reconhecendo oficialmente as Colinas de Golã como parte de Israel.

    As Colinas de Golã foram tomadas por Israel no final da Guerra dos Seis Dias em 1967, depois que as forças sírias atacaram posições israelenses durante o confronto de Tel Aviv com o Egito. A maioria da comunidade internacional não reconhece a soberania de Israel sobre essa região.

    Mais:

    Rússia, Irã e Turquia condenam 'ataques aéreos contínuos' de Israel na Síria
    Defesa antiaérea da Síria rebate ataque contra Damasco, diz mídia local
    'Cumpra seus compromissos': Síria pede à ONU que tome medidas para prevenir novos ataques de Israel
    Tags:
    Israel, Síria, Oriente Médio, Colinas de Golã, conflito armado, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar