15:34 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2272
    Nos siga no

    Nesta segunda-feira (6), o porta-voz do Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), declarou o fim da guerra no Afeganistão e disse que nos próximos dias será anunciada a composição do novo governo.

    O porta-voz dos islamistas assegurou que não houve civis feridos nos confrontos na província de Panjshir.

    “Ontem à noite e esta manhã, Panjshir estava completamente sob controle. Então, a guerra no Afeganistão acabou. Não há mais nenhuma desculpa para isso. Está na hora de reconstruir nosso país”, afirmou Zabihullah Mujahid na coletiva de imprensa.

    "O novo governo será anunciado nos próximos dias", acrescentou.

    O Talibã convida os ex-militares afegãos para se juntarem aos serviços de segurança do novo governo.

    "As forças afegãs, treinadas nos últimos 20 anos, serão convidadas [para servir nos] serviços de segurança", disse Mujahid, citado pelo canal TOLO News.

    O porta-voz dos talibãs confirmou terem sido feitos convites a nações estrangeiras para a cerimônia de anúncio do novo governo. Anteriormente, o canal Al Jazeera, citando uma fonte no movimento, informou que os talibãs convidaram representantes da Turquia, China, Rússia, Irã, Paquistão e Catar.

    "Foram enviados convites a vários países para participarem da cerimônia de anúncio do novo governo", disse Mujahid, segundo o canal Shamshad News.

    Hoje (6) de manhã, Mujahid disse que Panjshir, a última das 34 províncias afegãs, ficou sob controle do Talibã. Por sua vez, as forças locais de resistência, lideradas por Ahmad Massoud, desmentiram a declaração do movimento Talibã sobre a tomada da província e anunciaram a sua intenção de continuar a luta.

    Esta é a segunda declaração do fim da guerra no Afeganistão pelo Talibã. Pela primeira vez, os islamistas proclamaram o fim da guerra em 16 de agosto, após a tomada de Cabul.

    Mais:

    Presidente do parlamento iraniano: 'Governo fantoche' afegão errou ao confiar nos EUA
    Morre no Afeganistão porta-voz da Frente de Resistência ao Talibã, indica mídia
    Provável guerra civil no Afeganistão pode levar à 'reconstituição da Al-Qaeda', diz general dos EUA
    Soldados britânicos se disfarçaram de mulheres com burcas para escapar dos talibãs, relata mídia
    Tags:
    Afeganistão, Talibã, força, governo, guerra, terrorismo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar