14:27 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3223
    Nos siga no

    Ataque aéreo aconteceu um dia depois que militantes lançaram uma ofensiva às instituições do Estado e ao exército local na província de Daraa, matando quatro soldados sírios e ferindo outros oito.

    Militantes do grupo terrorista Hayat Tahrir al-Sham (organização terrorista, proibida na Rússia e em vários outros países), dispararam 25 foguetes de sistema de foguetes de lançamento múltiplo (MLRS, na sigla em inglês) na planície de Al-Ghab, na Síria. Como resultado, uma criança foi morta e nove civis ficaram feridos, afirmou Vadim Kulit, contra-almirante e vice-chefe do Centro Russo de Reconciliação para a Síria.

    "Em 1º de setembro, por volta das 16h30 [10h30 no horário de Brasília], militantes do grupo terrorista Hayat Tahrir al-Sham da área da vila de Duwayr al-Akrad [12 quilômetros a nordeste de Salma] abriram fogo de um sistema de foguetes de lançamento múltiplo na aldeia de Jurin na planície de Al-Ghab, disparando 25 foguetes não guiados. Como resultado do ataque terrorista, uma criança foi morta e nove civis ficaram feridos em diferentes graus de gravidade", disse o contra-almirante nesta quarta-feira (1º).

    O vice-chefe do Centro Russo de Reconciliação para a Síria acrescentou que apela aos comandantes de grupos armados ilegais para que abandonem as provocações armadas e sigam o caminho de uma solução pacífica para a situação.

    Blindado russo utilizado durante patrulha conjunta entre militares russos e turcos em Idlib, na Síria
    © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia
    Blindado russo utilizado durante patrulha conjunta entre militares russos e turcos em Idlib, na Síria
    Os ataques de militantes intensificaram-se recentemente, incluindo em outras províncias da Síria. Na terça-feira (31), dois foguetes caíram em uma área próxima de uma base militar norte-americana, localizada no campo de gás de Konico. Os militares russos na Síria também relataram ataques terroristas no norte do país, incluindo bombardeios em Aleppo.

    Zonas do norte da Síria, incluindo a maior parte da província de Idlib, seguem sob o controle de forças rebeldes apoiadas pela Turquia, bem como pelas tropas turcas. Quase todo o Leste do país ainda é controlado pelas forças curdas, que têm os EUA como aliados. Nas restantes regiões do país, as forças do presidente sírio, Bashar al-Assad, restabeleceram o controle.

    Mais:

    Militantes bombardeiam forças governamentais na Síria com drone, deixando 5 feridos, diz Rússia
    EUA contrabandeiam dezenas de caminhões-tanque carregados de petróleo da Síria, relata mídia
    Defesa antiaérea da Síria rebate ataque contra Damasco, diz mídia local
    Biden afirma que EUA não têm tropas na Síria enquanto possuem 900 militares
    Tags:
    Síria, foguete, foguete, foguetes, ataque, ataque aéreo, ataque aéreo, militantes, terrorismo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar