07:23 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7232
    Nos siga no

    Embaixador russo acredita que o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) não avança na única província afegã resistente à organização para não haver mais "derramamento de sangue".

    Neste sábado (28), o embaixador russo em Cabul, Dmitry Zhirnov, disse que o Talibã poderia assumir o controle da província de Panjshir em poucas horas.

    "Acho que eles poderiam assumir o controle de Panjshir em um dia, talvez até em algumas horas, mas não o fazem para evitar derramamento de sangue", disse Zhirnov.

    O diplomata acrescentou que a situação na única província afegã que não caiu nas mãos do grupo terrorista estava relativamente calma.

    Ainda seguindo com declarações sobre a situação no país da Ásia Central, Zhirnov disse que o ataque perpetrado pelo Estado Islâmico-Khorasan (EI-K), um ramo do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), no aeroporto de Cabul, desafiou o Talibã e não os EUA, acrescentando que houve um confronto feroz entre os dois grupos radicais.

    Imagem mostra o alegado momento da explosão que ocorreu perto do aeroporto de Cabul
    Imagem mostra o alegado momento da explosão que ocorreu perto do aeroporto de Cabul

    "O confronto é irreconciliável. Se de fato foi o El-K por trás do ataque ao aeroporto, então não desafiou tanto os Estados Unidos quanto o Talibã. Porque o Talibã assumiu a responsabilidade pelo Afeganistão. E, de certa forma, o que aconteceu foi um golpe para a reputação do Talibã", disse o diplomata. 

    Zhirnov comentou que os países ocidentais não pediram a Moscou que reconhecesse as novas autoridades afegãs.

    De acordo com o embaixador, as conversas sobre o possível reconhecimento das novas autoridades do país ocorreram depois que "o Ocidente percebeu que não havia alternativa ao verdadeiro poder que agora está no Afeganistão e que a aposta no presidente [Ashraf] Ghani havia fracassado".

    O vale do Panjshir é um local de difícil acesso que ao longo dos anos resistiu a forças soviéticas, norte-americanas e islamistas. O movimento, organizado pelos povos locais na província, são as únicas forças de resistência ao Talibã que ficaram no país.

    Veja a localização do vale e informações sobre a província no infográfico da Sputnik Brasil.

    Mais:

    Brasileiro e família conseguem sair do Afeganistão com ajuda da Alemanha e Espanha
    Ataque aéreo dos EUA mata 2 líderes do Daesh no Afeganistão, diz Pentágono
    Drone dos EUA elimina membro do Estado Islâmico-K no leste do Afeganistão, diz Washington
    Tags:
    Afeganistão, Talibã, resistência, Ásia Central
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar