21:48 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    24705
    Nos siga no

    O Irã envia uma mensagem de aviso aos EUA e seus aliados que seguem travando uma campanha de pressão econômica contra o país, o que vem afetando a vida dos iranianos comuns.

    É de fundamental importância que a República Islâmica dê uma "resposta decisiva" às sanções e ameaças de seus inimigos, segundo a agência de notícias Mehr, citando a mensagem dos militares iranianos.

    O Exército iraniano afirmou que a indústria de defesa do país desenvolverá, "sem reservas", tecnologias de defesa avançadas nos campos aéreo, terrestre e marítimo.

    Isso ocorre enquanto o vizinho Afeganistão testemunha a retirada caótica dos EUA do país, após quase 20 anos de guerra, que inicialmente teria o objetivo de estabelecer um Afeganistão estável e democrático. Sem qualquer resistência, o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países) tomou Cabul, com o presidente Ashraf Ghani renunciando ao cargo e fugindo do país.

    De acordo com informações, conselheiros de defesa iranianos afirmaram à mídia dos EUA que Teerã "reconheceu que o Talibã é inexoravelmente parte das realidades no terreno".

    Enquanto isso, a mídia israelense informou que Teerã está disposta a elevar suas capacidades de defesa e segurança nacional além das fronteiras, enquanto continua desenvolvendo seu programa nuclear.

    "Nosso país tem um papel importante a desempenhar no fortalecimento da frente de resistência e na expansão do raio de defesa da segurança nacional para além das fronteiras do país", afirmou o ministério em uma mensagem para o Dia Nacional das Indústrias de Defesa, que é celebrado no dia 22 de agosto.

    Israel segue alertando sobre o programa nuclear iraniano, alegando que Teerã obterá uma bomba nuclear em apenas algumas semanas, e segue preocupado com suas atividades militares na região.

    O Irã elevou significativamente suas capacidades militares e conseguiu apoio por meio de seus representantes no Líbano, Iraque e outros países da região.

    Mais:

    Irã: próximos 6 meses serão decisivos para salvar acordo nuclear, diz especialista
    Irã está a 10 semanas de obter material suficiente para criar armas nucleares, adverte Israel
    Cinco navios comerciais pegam fogo em porto do Irã
    Tags:
    Irã, EUA, sanções, ameaças, ameaça nuclear, programa nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar