03:08 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    71110
    Nos siga no

    Novo relatório da inteligência dos Estados Unidos prevê a queda de Cabul daqui a um mês ou 90 dias, ao contrário da análise anterior, que referia um prazo de seis meses a um ano.

    As autoridades norte-americanas estão se preparando para a possibilidade de o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) poder tomar o controle da capital afegã, Cabul, de acordo com The Washington Post.

    O relatório de junho da inteligência dos EUA sugere que o governo afegão poderia cair em seis meses ou um ano após a retirada do contingente militar dos Estados Unidos e da OTAN, mas a situação atual no país fez rever a análise.

    A administração do presidente Joe Biden foi agora informada pelos militares dos EUA que o colapso pode ocorrer daqui a um mês ou 90 dias, segundo funcionários citados pela mídia.

    "Tudo está se movendo na direção errada", disse uma fonte do jornal familiarizada com o novo relatório da inteligência.

    Uma fonte do Pentágono informou que os conselheiros militares estão se preparando para evacuar os embaixadores e diplomatas dos EUA perante a queda de Cabul. No início do ano, a embaixada já reduziu o número de diplomatas na capital.

    Na terça-feira (10), Biden revelou que não lamenta sua decisão de retirar as forças norte-americanas do Afeganistão e exortou o governo afegão a "lutar por eles mesmos, lutar por sua nação". Biden referiu que os EUA continuariam apoiando o governo de Cabul.

    Nos últimos dias, os talibãs alegaram ter tomado o controle de nove capitais de províncias das 34 no total, incluindo as cidades de Zaranj e Farah. As autoridades afegãs negam que o Talibã fez tais avanços.

    Mais:

    Talibã adverte Estados Unidos contra interferência nos assuntos do Afeganistão, diz mídia
    Reino Unido tentou formar coalizão militar para ajudar forças afegãs, afirma ministro britânico
    Presidente afegão diz que negociações com Talibã estão em impasse e se prepara para guerra civil
    Um quarto dos afegãos que apoiaram EUA na guerra poderão esperar mais de 2 anos por realocação
    Tags:
    EUA, Afeganistão, Talibã, Cabul, tropas, militares, Joe Biden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar