14:23 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4154
    Nos siga no

    O porta-voz do Talibã advertiu os EUA contra interferência nos assuntos do Afeganistão, dizendo que não existe nenhum acordo de cessar-fogo entre o movimento e as forças governamentais afegãs.

    O movimento Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) alerta os EUA contra a interferência nos assuntos internos do Afeganistão, informou Muhammad Naeem Wardak, porta-voz do Talibã, ao canal Al Jazeera no domingo (8).

    "Alertamos contra a interferência dos EUA no Afeganistão", declarou.

    O porta-voz destacou que "não há nenhum acordo de cessar-fogo no Afeganistão". O governo afegão é o responsável pelo que se passa no país e foi ele que "começou a guerra em várias províncias".

    As ações dos talibãs são uma "reação ao ataque" por parte das forças governamentais, segundo o porta-voz do movimento.

    No sábado (7), foi informado que aviões B-52 Stratofortress norte-americanos bombardearam o Talibã na cidade de Shebergan. Segundo dados das autoridades afegãs, 200 talibãs foram mortos e mais de 100 veículos, armas e munições foram destruídos.

    O Talibã capturou nos últimos dias três capitais de províncias: a cidade de Kunduz, no nordeste do Afeganistão, a cidade de Zaranj, na província de Nimroz, e Sheberghan, capital da província de Jawzjan.

    Mais:

    Livro explica por que bin Laden não pensava matar Biden para comemorar aniversário de 11 de setembro
    Afeganistão: Talibã assume responsabilidade por assassinato de alto funcionário afegão em Cabul
    Captura de Zaranj: Talibã toma controle de sua 1ª capital provincial no país (FOTOS, VÍDEO)
    Talibã celebra captura de capital de Nimroz em veículos fabricados nos EUA (VÍDEOS, FOTOS)
    Tags:
    Talibã, Afeganistão, acordo, cessar-fogo, EUA, guerra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar