20:01 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    294
    Nos siga no

    Insurgentes do Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países) capturaram a cidade de Zaranj, capital da província de Nimroz, no sudoeste do Afeganistão, em uma ofensiva contra as forças governamentais.

    Os militantes entraram na cidade em questão na tarde desta sexta-feira (6), de acordo com relatos de mídias baseados nas imagens e vídeos do evento compartilhados nas redes sociais. No entanto, a natureza do incidente acabou por ser confirmada por um porta-voz da polícia de Nimroz, sob anonimato por questões de segurança. Esse porta-voz referiu que a tomada da cidade pelos Talibã foi resultado da falta de reforços vindos do governo central afegão.

    O Talibã entrou na cidade de Zaranj, capital da província de Nimroz, sem nenhum conflito.

    Várias imagens compartilhadas on-line mostram os militantes entrando em massa na cidade a pé ou dirigindo uma coluna de veículos governamentais blindados que foram capturados. De igual modo, os Talibã também invadiram uma prisão local, libertando os que estavam detidos no estabelecimento.

    Talibã invadiu a prisão de Nimroz e libertou centenas de prisioneiros.

    Aparentemente, as imagens sugerem que a cidade caiu nas mãos do grupo facilmente, pelo que ainda não ficou claro se as forças de segurança locais fugiram ou desertaram para o Talibã.

    Nas últimas semanas, o grupo insurgente tem conduzido grandes ofensivas contra as forças do governo afegão, capturando grandes partes do território do país e estabelecendo pontos de controle em vários cruzamentos nas fronteiras.

    Mais:

    Talibã decapita intérprete afegão que trabalhou com forças dos EUA, diz mídia norte-americana
    Trump diz ser capaz de liberar os EUA da dependência energética do Oriente Médio e Rússia
    Afeganistão: Talibã assume responsabilidade por assassinato de alto funcionário afegão em Cabul
    Tags:
    Afeganistão, capital, captura, Talibã, prisão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar