23:54 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 51
    Nos siga no

    Um alto funcionário do Afeganistão foi assassinado hoje (6) pelo Talibã, sendo a última vítima de uma série de ataques contra funcionários do país promovidos pela organização terrorista.

    O movimento Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) assumiu a responsabilidade pelo assassinato do chefe do Centro de Mídia e Informações do Governo do Afeganistão (GMIC, na sigla em inglês), Dawa Khan Menapal, nesta sexta-feira (6), na capital afegã, Cabul.

    Menapal trabalhou frequentemente como porta-voz do presidente afegão Ashraf Ghani. O Talibã afirmou que o ocorrido foi uma "punição" pelas ações do funcionário.

    O porta-voz foi atacado por homens armados na estrada de Darul Aman em Cabul, de acordo com canal de notícias TOLO News. Menapal é a última vítima de uma série de ataques contra funcionários afegãos realizados pelo movimento terrorista.

    Anteriormente, no dia 3 de agosto, o Talibã assassinou o governador do distrito de Sayed Abad na província de Maidan Wardak.

    Dawa Khan Menapal, o chefe do Centro de Mídia e Informações do Governo afegão foi assassinado em um ataque realizado por homens armados na estrada de Darul Aman em Cabul hoje, dizem fontes.

    Com a retirada das forças estrangeiras do Afeganistão, o Talibã tem conseguido capturar vários territórios no decorrer dos últimos três meses, mas ainda não conseguiu capturar com sucesso nenhuma capital de província.

    No final de julho, a ONU publicou um relatório registrando grande aumento da violência no país, particularmente entre maio e junho, depois que a coalizão ocidental iniciou a retirada de seu contingente militar da região.

    Mais:

    Presidente Biden dá boas-vindas ao 1º grupo de refugiados do Afeganistão
    Almirante dos EUA revela em que caso navios da OTAN poderiam atacar forças russas
    Roupas de Osama bin Laden e de sua família teriam revelado sua localização à CIA, conta livro
    Tropas afegãs vão receber treinamento da OTAN na Turquia
    Afeganistão poderá enfrentar 'guerra civil brutal' após retirada das forças dos EUA, adverte general
    Tags:
    Afeganistão, Talibã, ataque, terrorismo, vítima, assassinato, morte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar