07:43 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1161
    Nos siga no

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou neste sábado (31) que as autoridades detiveram uma pessoa suspeita por ter provocado os incêndios florestais no sudoeste do país.

    Até agora a identidade do suspeito não foi revelada, mas acredita-se que a pessoa esteja conectada com os incêndios florestais que ocorreram perto da cidade de Milas, na província de Mugla.

    O presidente turco disse que o país não descarta a possibilidade de que os incêndios florestais, que ele tinha chamado de "desastre nacional", tenham sido iniciados por entidades interessadas em prejudicar a Turquia.

    "Estamos investigando minuciosamente as causas dos incêndios florestais. Se existirem traidores que podem incendiar sua própria pátria, eles enfrentarão castigos severos", afirmou Erdogan.

    Os incêndios já vitimizaram seis pessoas e deixaram cerca de outras 400 feridas, provocando a evacuação de várias cidades.

    Várias dezenas de fogos florestais têm assolado, pelo menos, 30 distritos a sudoeste do país. Os incêndios também chegaram perigosamente perto de alguns vilarejos e cidades turísticas no litoral, levando à evacuação de hotéis e assentamentos inteiros.

    Mais:

    Descobrem na Turquia 'salas de jantar' esculpidas em pedra na época romana (FOTOS)
    'Brasil ainda tem relações comerciais com Europa, porém, perdeu a confiança da UE', diz analista
    Tropas afegãs vão receber treinamento da OTAN na Turquia
    Tags:
    Turquia, incêndio, perigo, mortes, suspeito, detenção
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar