02:53 22 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2243
    Nos siga no

    Uma base militar no norte do Iraque, onde estavam estacionadas tropas dos EUA, foi atingida durante um ataque de drone.

    De acordo com o canal Al Jazeera, a mídia local reportou que o ataque teve como alvo a base localizada perto de Al-Harir, 70 quilômetros a nordeste de Arbil, capital da região do Curdistão.

    "Um sistema aéreo não tripulado atingiu uma base da coalizão no Curdistão" na madrugada de sexta-feira (23), disse o porta-voz da coalizão, o coronel Wayne Marotto, em um comunicado este sábado (24), citado pela mídia.

    "Não houve vítimas e nenhum dano como resultado do ataque [...] os EUA e as forças da coalizão permanecerão vigilantes e manterão o direito inerente à autodefesa", citado pelo Al Jazeera.

    Este evento é o mais recente em uma série de ataques a instalações militares e diplomáticas dos EUA no Iraque e na Síria, atribuídos a grupos armados pró-Irã.

    No início deste mês, pelo menos duas dúzias de foguetes foram disparados contra a base de Ain Al-Asad, na província de Anbar, onde estão estacionadas forças iraquianas e americanas. Um desses ataques chegou a ferir dois militares.

    Os EUA, por seu lado, realizaram vários ataques aéreos nos últimos meses contra grupos armados no Iraque em resposta aos ataques mencionados.

    O incidente tem lugar dias antes de o primeiro-ministro do Iraque, Mustafa al-Kadhimi, se encontrar com o presidente norte-americano Joe Biden na Casa Branca, na próxima segunda-feira (26). Nesse dia, deverão discutir a possibilidade da completa retirada das forças dos EUA do país.

    Mais:

    Incêndio em hospital para doentes com COVID-19 no Iraque deixa pelo menos 50 mortos (VÍDEOS)
    Explosão em mercado no Iraque mata 30 pessoas e fere 47, diz mídia
    Defesas aéreas da Síria repelem 'agressão israelense' em Aleppo, diz mídia estatal (VÍDEO, FOTOS)
    Tags:
    EUA, Iraque, Oriente Médio, Arbil, ataque, drone
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar