17:06 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3182
    Nos siga no

    Após a retirada das forças norte-americanas do Afeganistão, os combatentes do Talibã intensificaram suas atividades.

    De acordo com o Long War Journal, o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países) atualmente já controla a grande maioria dos distritos no Afeganistão.

    Nesta quarta-feira (14), o Talibã anunciou ter assumido o controle de uma importante travessia na fronteira internacional com o Paquistão.

    "O [Talibã] Mujahideen capturou uma importante cidade fronteiriça chamada Wesh, em Kandahar. Com isso, a importante rota comercial entre [Spin] Boldak, Chaman e Kandahar está sob controle dos Mujahideen", afirmou o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid.

    Por sua vez, a agência de notícias AFP reportou, citando uma fonte da segurança paquistanesa, que a bandeira do Talibã foi hasteada no posto de fronteira.

    "O Talibã assumiu o controle do lado afegão do posto de fronteira de Chaman-Spin Boldak [...] Eles removeram a bandeira afegã e hastearam a bandeira deles", declarou a fonte.

    O Talibã está avançando em diversas partes do país, depois que os militares norte-americanos e seus aliados deixaram o território afegão. Diversos relatos apontam que mais de 80% do território afegão está sob controle do Talibã.

    Contudo, o representante especial do presidente russo para o Afeganistão, Zamir Kabulov, afirmou que, apesar do avanço do Talibã, o grupo não tomou qualquer centro provincial, as regiões foram tomadas sem hostilidades após as tropas governamentais terem deixado estes locais.

    "As tropas do governo simplesmente abandonaram suas guarnições e posições e fugiram. Assim, os talibãs facilmente entraram e assumiram o controle desses distritos. Há mais de 400 distritos no Afeganistão, dos quais agora mais de um terço, talvez até metade, estão sob controle do Talibã, não como resultado de operações de combate, mas porque as tropas governamentais se retiraram desses territórios", disse Kabulov.

    O MRE russo também acredita que a escalada no Afeganistão poderia ter sido evitada se o governo de Cabul tivesse firmado um acordo substancial com o Talibã.

    De acordo com o MRE russo, o Talibã garantiu à Rússia que não usará o território afegão contra países terceiros, e que concorda que é preciso discutir a futura forma de governo no Afeganistão.

    Para isso, a transição de governo no Afeganistão deve ocorrer em dois ou três anos, para que seja definida a futura forma de governo, informou o MRE russo.

    Mais:

    EUA abandonam base no Afeganistão durante a noite sem avisar novo comandante afegão
    Militar dos EUA: Rússia ajudaria a trazer ordem ao Afeganistão após saída de forças norte-americanas
    EUA e OTAN serão 'forças de ocupação' se permanecerem no Afeganistão após 11 de setembro, diz Talibã
    Tags:
    Talibã, Talibã paquistanês, Afeganistão, Paquistão, conflitos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar