14:26 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de julho de 2021 (18)
    0 13
    Nos siga no

    Médicos afirmam que o número de mortos pode aumentar, já que muitos pacientes ainda estão desaparecidos. Dois profissionais da saúde estão entre os mortos, afirmam as autoridades.

    Pelo menos 50 pessoas morreram e muitas outras ficaram feridas em um incêndio no hospital universitário Al-Hussein, dedicado a pacientes com COVID-19, na cidade de Nassíria, no sul do Iraque, afirmaram autoridades de saúde e policiais na segunda-feira (12).

    "Equipes de saúde carregaram corpos carbonizados para fora do hospital em chamas enquanto muitos pacientes tossiam com a fumaça que subia", relata a agência Reuters, que tem um repórter no local.

    ​Incêndio no hospital Al-Hussein [para pacientes com] COVID-19 mata dezenas de pessoas na [província de] Dhi Qar

    "Incêndios violentos prenderam muitos pacientes dentro da enfermaria e as equipes de resgate estão lutando para alcançá-los", disse um profissional da saúde à mídia antes de entrar no prédio em chamas.

    Relatórios policiais iniciais sugerem que uma explosão no tanque de oxigênio dentro da enfermaria do hospital foi a causa provável do incêndio. Ammar al-Zamili, porta-voz do Departamento de Saúde da província de Dhi Qar, citado pela agência AP, afirmou que havia pelo menos 63 pacientes dentro da enfermaria quando o incêndio começou.

    Iraque, Nassíria: fogo massivo em hospital. Um incêndio atinge a ala de isolamento [para pacientes com] COVID-19 do hospital Al-Hussein em Nassíria. Pelo menos 36 pessoas morreram.

    Médicos disseram que o número de mortos pode aumentar, já que muitos pacientes ainda estão desaparecidos. Dois profissionais da saúde estão entre os mortos, afirmam as autoridades.

    Segundo caso em 3 meses

    Em abril, um incêndio causado pela explosão de um tanque de oxigênio em um hospital para doentes com COVID-19 em Bagdá matou pelo menos 82 pessoas, enquanto 110 pessoas ficaram feridas.

    O incêndio de abril gerou raiva generalizada na população iraquiana, resultando na suspensão e subsequente renúncia do então ministro da Saúde, Hassan al-Tamimi.

    O Iraque já registrou mais de 1,4 milhão de casos do novo coronavírus e mais de 17.500 mortes.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de julho de 2021 (18)

    Mais:

    EUA bombardeiam 'milícias apoiadas pelo Irã' na fronteira entre Iraque e Síria (VÍDEO)
    Ataques aéreos dos EUA na fronteira entre Síria e Iraque servem de 'mensagem forte', afirma Blinken
    Após bombardeamento dos EUA, Irã nega ter atacado bases norte-americanas no Iraque e na Síria
    EUA roubaram 45 caminhões com petróleo e trigo da Síria para o Iraque, relata agência
    Tags:
    Iraque, COVID-19, SARS-CoV-19, incêndio, incêndio, incêndio, pandemia, oxigênio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar