19:19 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2935
    Nos siga no

    Teerã disse que impediu uma tentativa de sabotagem da operação de uma de suas usinas nucleares, mas uma organização israelense publicou fotos insistindo que não é esse o caso.

    O grupo de inteligência israelense The Intel Lab sugeriu no sábado (3) que um ataque com drones em 23 de junho, que atingiu uma instalação nuclear iraniana, pode ter levado a uma explosão e causado sérios danos.

    O grupo publicou imagens, datadas de quinta-feira (1º), supostamente do Irã, escrevendo que elas contam "uma história diferente" daquela apresentada pela mídia estatal iraniana.

    De acordo com (a agência iraniana) Nournews, [em] 24 de junho de 2021 "as forças de segurança conseguiram impedir um ato de sabotagem contra um dos edifícios da Organização de Energia Atômica do Irã (AEOI, na sigla em inglês) em Karaj, província de Alborz". Imagem de satélite de 1º de julho conta uma história diferente.

    A agência iraniana PressTV, por sua vez, noticiou que a suposta tentativa de sabotagem tinha como alvo um prédio utilizado pela AEOI."A tentativa hostil [...] não resultou em quaisquer vítimas ou danos devido às rigorosas precauções de segurança adotadas após atos semelhantes de sabotagem contra instalações nucleares e cientistas iranianos", disse a mídia, acrescentando que o quadricóptero que foi supostamente utilizado no incidente acabou sendo abatido.

    Usina de enriquecimento de urânio de Natanz, 250 quilômetros a sul de Teerã, capital do Irã, imagem de 12 de abril de 2021
    © REUTERS / Maxar Technologies / Handout
    Usina de enriquecimento de urânio de Natanz, 250 quilômetros a sul de Teerã, capital do Irã, imagem de 12 de abril de 2021

    A própria AEOI declarou o mesmo sobre uma de suas instalações não referida pelo nome. Outros veículos de imprensa iranianos escreveram que o ataque não provocou vítimas ou danos.

    Um artigo de 23 de junho do jornal The New York Times citou fontes iranianas que teriam dito que o edifício visado, uma fábrica de centrífugas, conhecida como Companhia de Tecnologia Centrífuga do Irã (TESA), era um dos principais centros de fabricação no Irã das centrífugas utilizadas nas duas instalações nucleares do país, Fordow e Natanz.

    Mais:

    Usina nuclear Bushehr teria sido fechada por causa de 'falha técnica', segundo Irã (VÍDEO)
    'Última chance de acordar': premiê de Israel adverte EUA contra renovação de acordo nuclear com Irã
    Israel não vê outra 'escolha' a não ser atacar programa nuclear do Irã, segundo relatos
    Teerã acusa ex-chefe do Mossad de 'ameaçar de morte' cientistas nucleares iranianos
    Ex-chefe do Mossad fala sobre envolvimento de Israel em ataque em Natanz e assassinato de cientista
    Tags:
    Twitter, Irã, Israel, Organização de Energia Atômica do Irã, Organização de Energia Atômica do Irã (AEOI), PressTV, Natanz, NYT, The New York Times
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar