17:09 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3201
    Nos siga no

    A intervenção internacional no Afeganistão começou em 7 de outubro de 2001, em resposta aos ataques terroristas contra as Torres Gêmeas, em Nova York, EUA, em setembro do mesmo ano, que mataram cerca de 3.000 pessoas.

    A Alemanha concluiu nesta terça-feira (29) a retirada de suas tropas do Afeganistão depois de quase duas décadas, encerrando a missão militar mais mortal da Alemanha desde a Segunda Guerra Mundial.

    "Nossas últimas tropas deixaram o Afeganistão esta noite [29 de junho] depois de quase 20 anos e estão voltando para casa […]. Este é o fim de um capítulo histórico, de uma missão intensiva que testou Bundeswehr [Exército alemão] e na qual Bundeswehr se provou em combate", afirmou a ministra da Defesa da Alemanha, Annegret Kramp-Karrenbauer, em um comunicado citado pela agência Reuters.

    As últimas tropas alemãs foram transportadas de avião para fora de sua base em Mazar-i-Sharif, no norte do Afeganistão, em dois aviões A400M alemães e dois C-17 dos EUA. De acordo com o Ministério da Defesa alemão, 59 soldados alemães foram mortos desde 2001 durante seu serviço no Afeganistão, 35 deles mortos em combate ou como resultado de ataques de militantes, tornando-se a missão militar mais mortal da Alemanha desde a Segunda Guerra Mundial.

    Milicianos afegãos se juntam às forças de defesa e segurança afegãs durante uma reunião em Cabul, Afeganistão, quarta-feira, 23 de junho de 2021
    © AP Photo / Rahmat Gul
    Milicianos afegãos se juntam às forças de defesa e segurança afegãs durante uma reunião em Cabul, Afeganistão, quarta-feira, 23 de junho de 2021

    Saída dos EUA do Afeganistão

    A Alemanha intensificou sua retirada depois que o presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou, em meados de abril, que retiraria os cerca de 10.000 soldados estrangeiros ainda Afeganistão até 11 de setembro.

    Nos últimos anos, a Alemanha teve o segundo maior contingente de tropas depois dos EUA no Afeganistão, com cerca de 150.000 soldados destacados nas últimas duas décadas, muitos deles servindo em mais de uma viagem no país.

    A intervenção internacional no Afeganistão começou em 7 de outubro de 2001, em resposta aos ataques contra as Torres Gêmeas, Nova York, EUA, em setembro do mesmo ano, que mataram cerca de 3.000 pessoas.

    Nessa época, o Talibã (organização proibida na Rússia e diversos países) governava Cabul e dava refúgio a Osama bin Laden e à sua rede Al-Qaeda (organização proibida na Rússia e diversos países), responsáveis pelos ataques em Nova York.

    Mais:

    Como as incertezas dos EUA sobre acordo com Talibã influenciam o processo de paz no Afeganistão?
    Legado dos EUA no Afeganistão é 'desgraça e desastre total', diz ex-presidente afegão
    Super Tucano em ação: Afeganistão mostra aviões de fabricação brasileira bombardeando Talibã (VÍDEO)
    Países da região devem 'apostar' no governo do Afeganistão em meio à ofensiva talibã, diz presidente
    Tags:
    tropas, Alemanha, EUA, Guerra do Afeganistão, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar