21:43 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    148
    Nos siga no

    Ao menos dez pessoas foram mortas e mais 16 ficaram feridas em um ataque armado a membros de instituição de caridade no Afeganistão, que têm limpado minas terrestres no país há décadas, informou o canal de televisão local 1TV, citando autoridades.

    O ataque ocorreu na província de Baghlan, no nordeste do Afeganistão.

    A HALO Trust, instituição de caridade britânica com uma afiliada norte-americana em Washington, declarou em comunicado publicado nesta quarta-feira (9) que "um grupo armado desconhecido" entrou no campo de desminagem na noite de terça-feira (8) e abriu fogo contra cerca de 110 homens de comunidades locais que trabalhavam em campos minados próximos.

    "Nós veemente condenamos o ataque a nossos funcionários que estão realizando o trabalho humanitário para salvar vidas", diz o comunicado.

    Tariq Arian, representante do Ministério do Interior afegão, acusou o Talibã (organização proibida em diversos países e na Rússia) pelo ataque, escreveu o jornal The New York Times.

    O oficial disse que todas as vítimas foram cidadãos afegãos e que os feridos foram transportados para hospitais.

    Por sua vez, o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, negou qualquer envolvimento do movimento, afirmando que a área onde aconteceu o ataque "horrível" não estava sob o controle dos talibãs.

    "Nós condenamos os ataques aos indefesos e os encaramos como brutalidade. Nós temos relações normais com ONGs, nosso Mujahidin nunca vai realizar tais atos brutais", tweetou o porta-voz.

    Mais:

    Com saída dos EUA do Afeganistão, China avança com projetos para expandir influência em Cabul
    EUA retiram mais de 50% de suas forças do Afeganistão, afirma Comando Central norte-americano
    Alemães no Afeganistão: um mar de cerveja
    Tags:
    vítimas, Talibã, ataque, caridade, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar