01:06 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4144
    Nos siga no

    Os EUA devem retirar seus últimos 2.500 a 3.500 soldados do Afeganistão até 11 de setembro deste ano, após duas décadas de intensas missões militares no país.

    Os EUA retiraram mais de 50% de suas forças e equipamentos do Afeganistão, afirmou o Comando Central dos EUA (CENTCOM, na sigla em inglês) nesta terça-feira (8).

    "Desde a decisão do presidente [norte-americano Joe Biden], o DoD [Departamento de Defesa dos EUA] retrocedeu o equivalente a aproximadamente 500 cargas do [avião cargueiro] C-17 de material do Afeganistão e entregou quase 13.000 peças de equipamento à Agência de Logística de Defesa para descarte", lê-se no comunicado do CENTCOM.

    Além disso, seis instalações dos EUA foram entregues ao Ministério da Defesa afegão.

    Um soldado do Exército afegão revista homem em um posto de controle. Após o início da retirada dos EUA, as forças afegãs estão realizando rígido controle para não deixar o Talibã se apossar de mais territórios no país. Cabul, Afeganistão, 17 de abril de 2021
    © REUTERS / Rahmat Gul
    Um soldado do Exército afegão revista homem em um posto de controle. Após o início da retirada dos EUA, as forças afegãs estão realizando rígido controle para não deixar o Talibã se apossar de mais territórios no país. Cabul, Afeganistão, 17 de abril de 2021

    Saída dos EUA do Afeganistão

    O presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou em abril que Washington iniciaria o processo de retirada de todas as forças do Afeganistão a partir de 1º de maio.

    Os EUA devem retirar seus últimos 2.500 a 3.500 soldados em solo afegão até 11 de setembro deste ano, após duas décadas de intensas missões militares no país.

    Na segunda-feira (7), o jornal Wall Street Journal afirmou que os militantes do Talibã (organização proibida na Rússia e em vários outros países) estão se preparando para "ofensivas em grande escala contra grandes centros populacionais", cercando as posições mantidas pelas forças afegãs enquanto aguardam a partida das últimas tropas norte-americanas.

    O Departamento de Estado dos EUA anunciou na semana passada que enviaria mais de US$ 266 milhões (aproximadamente R$ 1,3 bilhão) em nova ajuda humanitária ao Afeganistão como parte de seu compromisso com a estabilidade de Cabul.

    Mais:

    Estudo demonstra que afinal Reino Unido e Canadá se sacrificaram mais no Afeganistão do que EUA
    Após 19 anos de missão, últimos soldados espanhóis no Afeganistão voltam para casa
    Chanceler chinês critica retirada 'precipitada' das tropas dos EUA do Afeganistão
    Conflito no Afeganistão: analistas explicam o que poderá acontecer após retirada das tropas dos EUA
    Tags:
    forças, tropas, Comando Central dos EUA, EUA, Talibã, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar