02:42 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5718
    Nos siga no

    O presidente dos EUA prometeu que seu país retornaria ao acordo nuclear com o Irã, mas o primeiro-ministro israelense insiste que Washington não o deve fazer.

    O premiê israelense, Benjamin Netanyahu, afirma que não há uma ameaça maior ao país do que "a ameaça existencial representada pelos esforços do Irã em se armar com armas nucleares", reportou o jornal Haaretz.

    "Seja nos ameaçando diretamente com o extermínio como um Estado pequeno e concentrado com armas atômicas, ou nos ameaçando com dezenas de milhares de mísseis apoiados com a ameaça de dissuasão nuclear, é um perigo que ameaça a continuação do nosso país, e devemos lutar contra esta ameaça sem fim", disse Netanyahu.

    Em relação às negociações de Viena, destinadas a restaurar o acordo nuclear, que Biden prometeu alcançar após assumir a presidência, Netanyahu afirmou que "se for preciso escolher entre o atrito com nosso grande amigo, os EUA, e remover a ameaça existencial", ele escolheria "remover a ameaça existencial".

    Netanyahu ainda afirmou que o "Irã constitui uma ameaça à estabilidade regional e à paz mundial", e qualquer "desacordo [entre Israel e EUA] será resolvido com um diálogo privativo direto e não com provocações, que podem ferir a segurança de Israel".

    Israel está disposto a impedir que Washington retorne ao acordo nuclear, uma das principais promessas eleitorais de Joe Biden.

    "Não deveriam retornar ao acordo nuclear iraniano de 2015, um acordo que é falho em seus fundamentos", completou o premiê israelense.

    Recentemente, o Irã e os EUA decidiram iniciar um diálogo conjunto que começou em Viena, na Áustria, no início de abril. Apesar dos encontros, não foram acordadas resoluções definitivas.

    Mais:

    Quem ameaçou explodir avião da Ryanair sobre Vilnius exigia que UE deixasse de apoiar Israel
    Israel agirá para conter ameaça nuclear do Irã mesmo sem EUA, diz Netanyahu
    Hamas ameaça lançar foguetes se Israel impuser condições para reconstrução de Gaza
    Tags:
    acordo nuclear, arma nuclear, EUA, armas, Irã, israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar