20:15 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1109
    Nos siga no

    Em um telefonema ao primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, nesta segunda-feira (17), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, expressou seu apoio a um cessar-fogo entre Israel e o Hamas, em Gaza.

    Na conversa, Biden não chegou a exigir o fim imediato dos oito dias de ataques aéreos israelenses e de foguetes do Hamas, em um conflito que já matou mais de 200 pessoas, a maioria delas palestinas.

    presidente norte-americano, em declaração cuidadosamente redigida, "encorajou Israel a fazer todos os esforços para garantir a proteção de civis inocentes", informou a Casa Branca, conforme publicado pela agência de notícias AP.

    Este foi o segundo telefonema de que se tenha conhecimento de Biden para Netanyahu, em três dias.

    Um funcionário do governo norte-americano afirmou que a decisão de expressar apoio e não exigir explicitamente um cessar-fogo foi intencional.

    ​Embora Biden e seus principais assessores estejam preocupados com o crescente derramamento de sangue e a perda de vidas inocentes, a decisão de não exigir a suspensão imediata das hostilidades reflete a determinação da Casa Branca em apoiar "o direito de Israel de se defender" do Hamas, disse o funcionário à AP, sob condição de anonimato.

    Apesar do telefonema de Biden, Netanyahu disse às autoridades de segurança israelenses, nesta segunda-feira (17), que o país "continuará a atacar alvos terroristas" em Gaza "o tempo que for necessário para devolver a calma e a segurança a todos os cidadãos israelenses".

    Mais:

    Em apelo a Netanyahu, Merkel garante 'solidariedade' a Israel
    União Europeia descarta sanções para resolver o conflito entre Israel e Palestina
    Força Aérea de Israel ataca sede do serviço de segurança interna do Hamas em Gaza
    Tags:
    Gaza, ataques, Estados Unidos, Joe Biden, Benjamin Netanyahu, Hamas, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar