00:00 19 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    555
    Nos siga no

    Palestina informa sobre 188 mortes e Israel anuncia dez óbitos durante os bombardeios de ambos os lados. Mais de dez mil moradores da Faixa de Gaza tiveram de deixar suas casas devido ao agravamento da situação.

    Cerca de dez mil moradores da Faixa de Gaza foram forçados a deixar suas casas devido aos bombardeios de Israel, segundo o ministro das Relações Exteriores da Palestina, Riyad al-Maliki.

    A declaração do ministro foi feita durante a reunião de emergência da Organização para a Cooperação Islâmica, que foi convocada pela Arábia Saudita em formato de videoconferência devido à escalada do conflito entre a Palestina e Israel.

    O chanceler palestino adicionou que centenas de edifícios foram destruídos em diferentes partes do território. O ministro apelou à criação de uma "frente internacional que se oponha à agressão israelense contra o povo palestino".

    Segundo os últimos dados do Ministério da Saúde da Palestina, o número de mortos durante os bombardeios de Israel contra a Faixa de Gaza subiu para 188 pessoas, inclusive 55 crianças.

    "O número total dos palestinos mortos durante os ataques aéreos israelenses contra a Faixa de Gaza, desde o início da escalada do conflito, é de 188, inclusive 55 crianças e 33 mulheres. Outras 1.230 pessoas ficaram feridas", de acordo com o comunicado do ministério.

    Por sua vez, o major-general Ori Gordin, das Forças de Defesa de Israel, disse que o número total de mortos do lado israelense é de dez pessoas, cerca de 50 ficaram gravemente feridas e centenas sofreram ferimentos durante o conflito entre a Palestina e Israel.

    Além disso, o major-general israelense afirmou que os grupos palestinos aumentaram significativamente o alcance e a intensidade dos ataques contra Israel, especialmente contra suas regiões centrais, em comparação com bombardeios anteriores de 2019, 2014, 2012 e 2008. Durante as últimas 24 horas foram lançados mais foguetes contra Tel Aviv que durante toda a operação Margem Protetora em 2014.

    O sistema de defesa antimíssil de Israel Cúpula de Ferro intercepta aproximadamente 90% dos foguetes disparados desde a Faixa de Gaza, no entanto, até os foguetes abatidos representam perigo para a vida e saúde das pessoas, segundo Gordin.

    A situação na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza se agravou na noite de 11 de maio. Desde o começo dos combates e até domingo (16), mais de 2.900 foguetes foram disparados de Gaza contra o território israelense. Israel, por sua vez, também realizou centenas de ataques contra o território palestino.

    Mais:

    Militares israelenses afirmam ter atingido casa do líder do Hamas em Gaza (VÍDEO, FOTOS)
    Ato de apoio a palestinos termina com policiais feridos em Londres, dizem autoridades (VÍDEO)
    Cidade de Gaza fica sem energia após ataques israelenses
    Polícia prende mais de 50 em manifestações de apoio à Palestina na França
    Hamas lança bateria de foguetes contra regiões do centro e do sul de Israel
    Tags:
    foguete, vítimas, mortes, escalada, conflito, ataque, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar